Companhias aéreas devem baixar seus preços em 2020

Suelen de Paula
Jornalista e escritora. Apaixonada por livros, filmes, cultura, e, surpreendemente, maravilhada pelo mundo do agronegócio também.
1

Crédito: Wilkernet/Pixabay

Uma pesquisa divulgada pela Agência Nacional da Aviação Civil (Anac), mostrou que com o fim da Avianca, demanda por passagens de avião tende a crescer. Sendo assim, as companhias aéreas tendem também a baixar os seus preços. Isso acontece porque com o aumento de voos, a tendência é dos preços baixarem para se adequar ao cenário.

 

Inflação sofrida pelas companhias aéreas

 

Na época do incidente da Avianca, houve uma forte redução na oferta dos voos. Com isso, de acordo com a pesquisa, nos primeiros nove meses de 2018, os valores das passagens passaram de R$ 366,97 para R$ 410,18, quando comparado no mesmo período em 2019. Porém, para a recuperação do setor as companhias aéreas devem aumentar o seu número de voo.

Demanda

A Azul, por exemplo, ampliou no ano passado 20% e deve manter essa mesma taxa ao decorrer deste ano. Já a Gol, deve aumentar sua oferta entre 6% e 9%, um número aproximado ao da Latam, mostra a apuração do Estadão Conteúdo.