Como não pagar imposto investindo

Lucas Tereska
Lucas Tereska, entusiasta do mercado financeiro. Assessor de Investimentos do Eu Quero Investir, graduando em Engenharia pela UFSC, Credenciado na CVM pela Ancord. Ávido estudioso das áreas de educação financeira e otimização de processo, trabalhou com voluntariado em causas sociais no Brasil e no leste Europeu, realizou o Lean Enterprise Systems Program em Knoxville, Tennessee. Musicista nas horas vagas. Me envie um e-mail, ou me chame no WhatsApp!O meu número é o 48 99166-9393 e o meu e-mail é o lucas.tereska@euqueroinvestir.com

Impostos, a pedra no sapato de todo o brasileiro. Entenda como é possível investir no mercado financeiro sem ter que deixar partes dos seus ganhão para o leão

Acho que ainda está pra nascer uma pessoa que goste de pagar impostos.  Dificilmente você vai encontrar um brasileiro que concorde com a ideia de que o governo sabe como usar o seu dinheiro melhor do que você. Pois bem. Esse artigo é feito pra você que não gosta de pagar impostos sobre os seus investimentos.

Os investimentos sem impostos de renda

Acredite ou não, existem as mais diversas formas de você investir  legalmente sem pagar impostos. Um exemplo dos mais comuns é a poupança. Mas essa todo mundo já conhece. Além dela, temos os ativos atrelados ao agronegócio e ao mercado imobiliário. Como as LCAs e LCIs. Estes, além de serem isentas de Imposto de Renda, ainda contam com o FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

Temos também os CRIs e os CRAs. Que também são atrelados ao agronegócio e ao mercado imobiliário. E são vinculados a direitos creditórios igualmente isentos.

Os títulos emitidos por empresas para captar recursos financeiros, as debêntures, muito semelhantes aos CDBs, são emitidas por empresas e não por bancos. Este tipo de título tem uma categoria especial chamada: debêntures incentivadas. As quais o próprio nome já diz. Recebem um incentivo do governo fazendo com que se tornem isentas de I.R.

Fundos de investimento sem a boca do Leão

Até mesmo dentro de fundos conseguimos achar ativos isentos de IR. Uma categoria interessante de fundo a se pensar são os fundos de investimento de debêntures incentivadas. Ou seja, é um fundo que aplica exclusivamente em debêntures incentivadas. Se tornando assim, também livre do pagamento do imposto de renda.

Outro fundo interessante são os Fundos Imobiliários. Gosta da ideia de investir no mercado imobiliário, mas já está cansado de pagar impostos em cima do aluguel dos seus imóveis? Esses fundos são a solução. A grosso modo, compram imóveis ou direito de recebíveis de imóveis. E esse valor referente aos aluguéis é distribuído para os cotistas livre de IR.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Vale ressaltar que: no momento de se desfazer do seu fundo imobiliário, caso tenha existido valorização da cota do fundo no momento da venda, existirá uma cobrança de 20% de Imposto de Renda em cima do que você tiver de ganho em relação ao valor da cota.

Seguindo uma ideia muito parecida com a dos Fundos Imobiliários que acabam não pagando imposto em cima dos seus ganhos mensais por meio do recebimento por dividendos, temos também as ações. Este tipo de investimento pode ser isento de IR em dois casos. Comprando a ação com a ideia de receber dividendos ou  movimentando suas ações de modo que a soma das vendas de todas as suas ações em um mês te deem um retorno a baixo de 20 mil reais. Caso seus ganhos ultrapassem os 20 mil por mês, será cobrado um valor de 15% em cima do seu lucro real de IR.

Mas aí vem a pergunta

“Achei muito legal essas opções Lucas. Mas eu não tenho dinheiro o bastante para investir nesses ativos. O que eu faço para tentar fugir dos impostos?”

Pois bem, se você hoje não está ganhando muito bem, faça a declaração simplificada do Imposto de Renda que consta como isento, ou receba seu salário como dividendos, uma opção para você é investir através de uma previdência privada na modalidade VGBL progressiva. A previdência é um tipo de ativo, que caso necessário você só pagará os impostos devidos na hora do resgate. E nesse caso ela segue a mesma tabela do imposto de renda que você usa na sua declaração no final do ano. Ou seja, se na hora de sacar, você fizer um saque onde acumulado com seus outros ganhos tributáveis, você não saque um valor maior que cerca de R$22.500,00 de rendimentos, você pagará os 15% no momento do resgate. Mas no momento da sua declaração você terá esses valores restituídos.

Conhece o Instagram do Eu Quero Investir?

Vale ressaltar que dentro das vantagens tributárias apesar de não serem 100% isentos, ainda temos na categoria de previdência. Os PGBLs que podem ser utilizados para abatimento fiscal de quem faz uma declaração de imposto completa e os fundos exclusivos que também tem vantagens tributárias diversas para investidores com valores superiores a 10 milhões de reais.

Na próxima vez que estiver chateado ou desmotivado pagando os seus impostos, lembre-se que só nesse artigo existem mais de 10 possibilidades para usar de inteligência tributária para melhorar seus investimentos. Veja qual faz mais sentido para o seu perfil de investidor. E deixe o seu leão um pouco mais magro no ano que vem.

 

LEIA MAIS

Money Week: conheça o maior evento online de investimentos do Brasil

Você sabe o que é o FVBI11? Conheça esse tipo de investimento

O que fazer agora

O primeiro passo sempre será conhecer seus limites, sua tolerância a risco. Não entender seus próprios limites pode levá-lo a tomar as piores decisões com seus investimentos.

Por este motivo, sugerimos que todo investidor - experiente ou iniciante - conheça seu perfil. Se busca obter ganhos mais altos aceitando certa volatilidade ou se prefere maior segurança com retornos garantidos.

Entender mais profundamente o seu perfil como investidor e seus objetivos quanto a prazos de investimentos é uma tarefa um pouco mais sofisticada. É preciso considerar histórico como investidor, fatores pessoais e até profissionais que um teste da internet não considera.

Nossa equipe pode te ajudar a avaliar seu perfil de investidor.

O primeiro passo é uma conversa de 5 a 10 minutos com um membro da nossa equipe para levantar as primeiras informações e então agendar a conversa com um especialista no mercado de Investimentos.

É ele quem vai se aprofundar no seu histórico como investidor, seu momento de vida, seus planos futuros e então te indicar para produtos recomendados para seu perfil de investidor.

Confirme seus dados no formulário abaixo e nossa equipe vai entrar em contato com você para fazer a avaliação de seu perfil de investidor e bater com sua atual carteira de investimentos.