Investimentos

Como investir pagando zero de Imposto de Renda

Investir sem pagar IR é possível e mais simples do que você imagina!

Como investir pagando zero de Imposto de Renda
5 de 2 voto[s]

Leão do Imposto de Renda1 1024x478 - Como investir pagando zero de Imposto de Renda

Talvez você já tenha ouvido falar em investimentos isentos de Imposto de Renda (IR), como por exemplo, a poupança, LCIs e LCAs, (letra de crédito imobiliária e do agronegócio), debêntures incentivadas, dentre outros.

O que poucos sabem é que existe uma modalidade de investimento em que é possível pagar 0% de imposto de renda sobre o investimento na hora do resgate e com condições melhores de rendimento, liquidez e segurança.

Neste artigo, mostrarei uma técnica de investimento que poucos conhecem (nem mesmo o Google!) e ao fim, você terá o conhecimento necessário para utilizá-la. que vocês terão o conhecimento para poder utilizar.

O que você verá neste artigo:

Primeiro, vamos às características de alguns produtos isentos de Imposto de Renda:

Poupança

Rápido de aplicar, fácil de resgatar e difícil de ganhar. É o o mecanismo de investimento mais popular no Brasil. Atualmente rende 70% do CDI (saiba mais em CDI). Mas aqui vai um alerta: Em períodos de juros alto, como por exemplo, no período de 2013 a 2016, a poupança perdeu para a Inflação.

Ou seja, você acha que está investindo, mas na verdade está perdendo dinheiro.

LCAs e LCIs

O principal ponto problemático destes produtos é a Liquidez. Mesmo com uma boa taxa de rendimento (se você achar por exemplo uma LCI de 95% do CDI, equivalente a um CDB de 2 anos de 111,76% do CDI) você terá que colocar o seu dinheiro preso por pelo menos 2-3 anos. Quando digo preso, é preso mesmo. Você terá que esperar por esse prazo, para que possa utilizar o dinheiro. Chamamos isso de FALTA DE LIQUIDEZ.


Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil


Segundo problema de alguns destes títulos é o emissor dele. Dependendo do emissor, há o que chamamos de Risco de Crédito. Traduzindo, se o banco quebrar, você poderia perder uma boa parte do seu dinheiro.

Aí você vai falar: “Mas eu tenho o FGC (Fundo Garantidor de Crédito) para me cobrir”.

Verdade, ele está aí para isso. E pode te proteger em até R$ 250 mil por CPF por conglomerado financeiro.  Mas o fato de ter que passar por um processo burocrático de recebimento deste dinheiro e falta de prazos bem definidos não me agrada nem um pouco.

Bom, agora você deve estar se perguntando: “Ok, eu já ouvi falar ou já conheço estes produtos, e daí?”

Então vamos lá…

Antes de entrarmos no Investimento de Zero de Imposto de Renda, precisamos entender alguns conceitos básicos.

Primeiro Conceito: Entender a regra geral de tributação dos investimentos

 Em um investimento comum, a tributação funciona conforme a seguinte tabela:

Tabela1 - Como investir pagando zero de Imposto de Renda

Ou seja, vamos supor o seguinte:

Você aplicou no passado R$10.000,00 por um período de pelo menos 2 anos (721 dias). Atualmente, você possui um saldo de R$12.000,00. Logo sua alíquota de IR será de 15% SOBRE OS RENDIMENTOS conforme tabela acima.

Então, vamos às contas:

Qual foi o Lucro do seu Investimento?

Valor Inicial = R$10.000,00

Valor Final = R$12.000,00

Rendimento = R$2.000,00

  • Seu IR a pagar será de: 15% x R$2.000,00 = R$300,00
  • Valor Líquido do Investimento = R$12.000 – R$300,00 = R$11.700,00

Não se preocupe isso será feito diretamente na fonte, ou seja, o banco fará para você o desconto do IR na hora do resgate.

naom 595fdd2377801 1024x576 - Como investir pagando zero de Imposto de Renda

Aí você deve estar se perguntando: “Mas e a poupança? Não paga imposto nenhum!”

Verdade, concordo com você. Lembra do que expliquei no inicio deste artigo? Na poupança você fica cada vez mais pobre.

Bom… Então vamos arrumar um investimento que você não pague IR, mas que rende bem melhor que a nossa velha amiga (ou inimiga) Poupança.

Segundo Conceito: Compreender a natureza dos seus Rendimentos (seus ganhos, ou, salário)

dinheiro no bolso 1 1024x576 - Como investir pagando zero de Imposto de Renda

Rendimentos Tributáveis

Os rendimentos da pessoa física provenientes do trabalho assalariado, as remunerações por trabalho prestado no exercício de empregos, cargos e funções, e quaisquer proventos para fins de imposto de renda.

Rendimentos Isentos e Não tributáveis

Rendimentos provenientes de um trabalho ou função dos quais não se paga nenhum imposto quando são ganhos. Aqueles que trabalham como profissional liberal (médico, autônomo, empresário, arquiteto, advogado) que possuem uma empresa e recebem seus rendimentos através dela como Lucro.

Exemplos:

  • Lucros e dividendos distribuídos aos sócios de empresa brasileira;
  • Bolsas de estudo e de pesquisa caracterizadas como doação, desde que os resultados dos estudos e da pesquisa não representem vantagem para o doador, nem contraprestação de serviços;
  • Aposentadoria e pensão recebidas em decorrência de doenças graves como câncer;
  • Doações e heranças;
  • Bonificações em ações;
  • Parcela da aposentadoria recebida por declarante com mais de 65 anos e outros.

Terceiro Conceito: Aprenda a calcular o IR gerado sobre os seus Rendimentos

Rendimentos Tributáveis

Toda a tributação sobre seus rendimentos será feita na Tabela Progressiva de Imposto de Renda.

Esta tabela aqui:

Tabela2 - Como investir pagando zero de Imposto de Renda

Vamos supor o seguinte:

Os seus rendimentos tributáveis ficam em torno de R$100.000,00 /ano (ou R$ 8.333,33/mês) e que você tem DESPESAS DEDUTÍVEIS (plano de Saúde, dependentes, educação, pensão) que totalizam um valor de R$ 20.000,00/ano.

Passo 1 – Descobrir sua Base de Cálculo

Base de Cálculo = Rendimento TRIBUTÁVEL – Despesas Dedutíveis

Logo, Base de Cálculo = R$100.000,00 – R$20.000,00 = R$80.000,00

Passo 2 – Cálculo do Imposto de Renda

Levando em consideração sua Base de Cálculo e olhando a tabela acima, você está na 5º faixa (acima de 55.976,16), portanto sua alíquota de IR, será de 27.5%

Logo, Imposto de Renda = 80.000,00 x 27,5% = R$ 22.000,00

Passo 3 – Incluir a Parcela a Deduzir do IRPF

Como você está na 5º faixa (acima de 55.976,16), sua Parcela a Deduzir será de R$10.432,32.

Passo 4 – Calcular o Imposto de Renda Devido

IR DEVIDO = IR – Parcela a Deduzir

Logo, IR DEVIDO = R$22.000,00 – R$10.432,32 = 11.567,68

Portanto, este será o valor total a pagar de imposto sobre a sua renda.

1 mzm oUvpj09h15odGRFuw 1024x576 - Como investir pagando zero de Imposto de Renda

Rendimentos Isentos e Não tributáveis

Agora vamos supor a seguinte situação:

Você é um profissional liberal (como falamos lá em cima, mas vamos relembrar) como por exemplo, médico, autônomo, empresário, arquiteto, advogado ou qualquer pessoa que possui uma empresa (MEI, EIRELLI, LTDA, SA, etc) e recebe seus rendimentos através dela.

Este tipo de rendimento será caracterizado como Rendimento ISENTO para fins de declaração. Por quê? Porquê sua empresa já tributou o imposto devido.

E aqui temos o famoso “Pulo do Gato”.

Conforme vimos anteriormente, vamos aplicar este principio do rendimento isento para realizar o cálculo do IR.

Vamos considerar os mesmos dados do exemplo anterior, segue abaixo:

  • Rendimentos NÃO TRIBUTÁVEIS (ISENTOS) = R$ 100.000,00 /ano
  • DESPESAS DEDUTÍVEIS (Plano de Saúde, Dependentes, Educação, Pensão) = R$ 20.000,00/ano.

Lembre-se, Base de Cálculo = Rendimento TRIBUTÁVEL – Despesas Dedutíveis

Portanto, Base de Cálculo = R$0,00 – R$20.000,00 = R$ – 20.000,00

Como temos um resultado negativo, a base de cálculo será ZERO e, portanto, você se enquadrará na 1º Faixa da Tabela Progressiva que significa 0%.

Portanto seu IR Devido será ZERO.

Aí você pensa: “Ok, legal, entendi. Obrigado pela aula de contabilidade. Mas o que isso tem a ver com o investimento sem imposto?”

Calma pessoal, não é questão de enrolação.  Precisamos entender estes princípios primeiro para seguir em frente.

dinheiro economia financas pessoais poupanca investimento 1480531137486 1920x1279 1024x682 - Como investir pagando zero de Imposto de Renda

Bom, agora vamos ao que de fato interessa…

Aprendemos sobre a tabela Progressiva, aprendemos sobre os tipos de rendimentos e aprendemos sobre alguns tipos de investimentos isentos de IR.

Introduzo a vocês agora… o investimento… o chamado VGBL PROGRESSIVO.

Antes de mais nada, vamos a uma breve introdução sobre a Previdência Complementar.

Temos 2 principais produtos e que são mais conhecidos na Previdência Privada, o PGBL e o VGBL (prometo não me alongar muito nisso).

O PGBL (Plano Gerador Beneficio Livre) é utilizado para quem tem Rendimentos Tributaveise opta pelo modelo da Declaração Completa na hora de fazer o seu Imposto de Renda.

Neste você tem a opção de contribuir com 12% dos seus rendimentos e realizar um diferimento fiscal, ou seja, pagar menos imposto. (Iremos aprofundar este tema em outro artigo).

O outro plano de Previdência, é o VGBL (Vida Gerador Beneficio Livre)

Esta modalidade de investimento é ideal para todo tipo de público, mas pode ser muito benéfico para quem tem Rendimentos Isentos ou quem não é obrigado a fazer a declaração de IR (aqueles que ganham em média até R$2.000,00 por mês).

Viu? Não demorou muito…

E você deve estar imaginando: “Ahh, previdência privada é para o longo prazo. Eu preciso de algo no curto e médio prazo”.

Verdade, previdência é um ótimo mecanismo de investimento para longo prazo por uma série de benefícios que apresenta (abordaremos isso em outro artigo), MAS TAMBÉM pode ser excelente no Curto e Médio prazo e com taxa ZERO de imposto de renda.

Ficou curioso agora? Então, vamos lá!

No VGBL, a tributação se dará somente no rendimento do investimento. Ou seja, funciona como um investimento comum, que tributa somente no Rendimento do Investimento.

Mas a grande diferença será no regime de tributação que escolhermos para o seu investimento do tipo VGBL que serão duas: Tributação Progressiva ou Regressiva.

Se você tiver um investimento em VGBL PROGRESSIVO e se enquadrar dentro das condições de rendimentos isentos (que são aqueles que citamos lá em cima como por exemplo médico, autônomo, empresário, arquiteto, advogado entre outros) ou não é obrigado a fazer a declaração de IR por conta do valor que recebe abaixo do limite da declaração (bolsista, estagiário, assalariado com salário anual em torno de R$ 28.559,70) ou faz o modelo de declaração simplificada teremos as condições abaixo.

INVESTIMENTO PARA INICIANTES 1024x921 - Como investir pagando zero de Imposto de Renda

Tributação neste tipo de investimento:

VGBL – Tributação em cima do Lucro, ou seja, somente IR a pagar sobre o rendimento da aplicação

Progressivo – Cálculo do IR conforme a Tabela Progressiva (lembra dela, lá em cima?)

Portanto, vamos ao seguinte exemplo:

  • Tipo da Aplicação : VGBL Progressivo
  • Prazo da aplicação: 5 anos (60 meses)
  • Taxa de Juros: 7% ao ano (0,565% ao mês)
  • Valor das suas contribuições mensais: 2.000,00/mês
  • Ao final desse período, você terá aproximadamente R$142.391,72, dos quais:
  • Aportes Realizados = R$ 2.000,00 x 60 meses = R$120.000,00
  • Rendimentos (LUCRO) = R$ 22.391,72

Agora vamos supor que você resolveu resgatar TODO seu dinheiro para comprar sua casa, dar entrada no financiamento dela ou algum outro objetivo.

Na hora do Resgate, você terá que pagar quanto de imposto?

Vamos às contas….

Passo 1 – Identificar o lucro da sua aplicação

O lucro da sua operação foi de R$ 22.391,72 e como estamos falando da Tabela Progressiva, este Lucro será caracterizado como Renda TRIBUTÁVEL (lembra do que falamos agora pouco).

Passo 2 – Somar todos os seus rendimentos

  • RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS = R$0,00
  • RENDIMENTOS DO RESGATE DO VGBL PROGRESSIVO (TRIBUTÁVEIS) = R$ 22.391,72
  • RENDIMENTOS ISENTOS = R$ 100.000,00 (provenientes dos ganhos da sua empresa)
  • TOTAL dos RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS será de R$22.391,72

Passo 3 – Calcular a base de cálculo

Lembre-se, Base de Cálculo = Rendimento TRIBUTÁVEL– Despesas Dedutíveis

Portanto, Base de Cálculo = R$22.391,72 – R$20.000,00 = R$ 2.391,72

Portanto, pelo resultado da sua base de cálculo, você se enquadrará na Primeira Faixa da Tabela Progressiva que significa ZERO (0%) de Imposto.

E se você não tivesse os gastos dedutíveis? Também não tem problema, o seu resultado ficaria da seguinte forma:

Base de Cálculo = R$22.391,72 – R$0,00 = R$22.391,72

Ainda sim, você se enquadraria na Primeira Faixa da Tabela Progressiva que significa ZERO (0%) de Imposto.

Segue uma planilha resumo da conta:

Tabela3 - Como investir pagando zero de Imposto de Renda

Veja que podemos aumentar o valor dos Rendimentos Isentos de 100mil para 200, 300, 500 mil e o valor do IR não irá alterar. Pois ele somente irá alterar caso tenha valores maiores de rendimentos tributáveis.

Tabela4 - Como investir pagando zero de Imposto de Renda

Vamos ao resumo da ópera:

Considerando o exemplo de cima, temos os seguintes resultados já líquidos de impostos:

  • Taxa de Juros = 7% a.a
  • Investimento na Poupança (70% CDI) = R$135.297,20
  • Investimento Tradicional Conservador (100%CDI) = R$ 139.032,96
  • Investimento VGBL Progressivo Conservador (100% CDI) = R$142.391,72

Portanto, se você souber efetuar os resgates da forma correta, você poderá sempre investir e resgatar sem pagar nada de imposto.

Sempre conte com a análise de um especialista na área. Caso você tenha dúvidas ou queira suporte para uma análise mais elaborada do seu caso, basta preencher o formulário abaixo para que um de nossos agentes autônomos entre em contato com você.

Nota: Por legislação, a fonte pagadora (banco) tributará o seu investimento em 15% na fonte. E na hora de efetuar sua Declaração de IR, o ajuste do IR será feito e o dinheiro que foi retido na fonte será devolvido. Por isto, é de extrema importância que você faça sua Declaração de IR para ter tal beneficio.

E para investir, comece descobrindo o seu perfil de investidor!

A gente te ajuda com o teste. É de graça!

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Tags

Filipe Teixeira

Filipe Teixeira é redator do Portal EuQueroInvestir. Gremista, filho dos anos 80, apaixonado por filmes, música, política e economia.

É também Coordenador da área de Marketing do EuQueroInvestir.com e do EuQueroInvestir A.A.I assessores de investimentos.

Me envie um e-mail: filipe.teixeira@euqueroinvestir.com
Ou então uma mensagem por WhatsApp: (51) 98128-5585
Instagram: filipe_st

Artigos Relacionados

Close