InvestimentosTesouro Direto

Como investir no Tesouro Direto pela XP Investimentos

O Tesouro Direto possui uma rentabilidade superior à da poupança, logo, ele é uma ótima alternativa para as pessoas que desejam juntar dinheiro e ter um retorno mais significativo ao longo dos anos.

Como investir no Tesouro Direto pela XP Investimentos
5 de 2 voto[s]

Dentre os investimentos que mais se popularizaram no Brasil, o Tesouro Direto ocupa uma posição de destaque.

Isso se deve a uma série de fatores, mas, principalmente, ao fato de que os títulos públicos possuem uma rentabilidade atrativa, baixo risco e facilidade de aplicação.

Além disso, no Tesouro Direto, é possível começar a investir com apenas R$ 30,00 e existem opções que se adequam a diferentes objetivos dos investidores.

Neste artigo, você irá aprender como investir no Tesouro Direto pela XP Investimentos com segurança e rentabilidade.

Confira!

O que é o Tesouro Direto?

A história do Tesouro Direto começa no ano de 2002, quando foi firmada uma parceria entre a antiga BM&F Bovespa (atual B3) e o Tesouro Nacional.

home budget calculation P94XBP8 By stevanovicigor 1024x683 - Como investir no Tesouro Direto pela XP Investimentos
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By stevanovicigor

Antes disso, os títulos públicos eram acessíveis somente a um pequeno grupo de investidores por meio de Fundos de Renda Fixa administrados pelos grandes bancos.

Hoje, de acordo com dados do Tesouro Nacional, quase três milhões de pessoas já estão cadastradas na plataforma do Tesouro Direto, que apresentou um crescimento superior a 60% somente nos últimos dois anos.

O principal objetivo da criação do Tesouro Direto é facilitar o acesso das pessoas físicas aos investimentos em títulos públicos.

O uso de uma plataforma virtual na internet ajuda bastante nesse processo, pois permite difundir o programa para todas as partes do país.

Por meio do Tesouro Direto, o governo federal consegue captar dinheiro para ser utilizado em sua gestão.

Os recursos obtidos por meio dos investidores são utilizados em diversas áreas importantes para o país, tais como saúde, educação e infraestrutura.

Assim, na realidade, a aquisição de títulos do Tesouro Direto funciona como uma espécie de “empréstimo” para o governo que, por sua vez, paga o investidor por meio de juros.

Como o Tesouro Direto possui uma rentabilidade superior à da poupança, ele é uma ótima alternativa para as pessoas que desejam juntar dinheiro e ter um retorno mais significativo ao longo dos anos.

save money golden coins P7NPKGQ By Elegant01 2 1024x703 - Como investir no Tesouro Direto pela XP Investimentos
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Elegant01

Por que você deve investir no Tesouro Direto?

De uma forma direta, podemos citar seis motivos que mostram como investir no Tesouro Direto vale a pena. Confira:

  1. Acessibilidade: o Tesouro Direto está acessível a todos os brasileiros por meio de uma aplicação mínima de R$ 30,00. Dessa forma, mesmo as pessoas que estão começando a investir e que dispõem de pouco dinheiro podem incluir os títulos públicos em sua carteira.
  2. Segurança: especialistas em investimentos já consideraram o Tesouro Direto como o investimento mais seguro do mercado brasileiro. O motivo disso é simples: todo o investimento é feito ao Governo Federal, que é considerado um dos melhores “devedores” do mercado.

Isso garante uma maior tranquilidade ao investidor, pois tem a certeza de que o seu dinheiro está seguro e que não será perdido da noite para o dia.

  1. Rentabilidade: os investimentos no Tesouro Direto rendem mais do que a poupança, o que representa uma vantagem para quem deseja guardar dinheiro pensando no longo prazo.
  2. Facilidade: investir no Tesouro Direto é muito simples, pois todas as operações são realizadas por meio da internet.

Na XP Investimentos, por exemplo, você pode utilizar o dinheiro que está em sua conta para fazer aportes no Tesouro Direto com apenas alguns cliques.

  1. Resgate: como a liquidez dos títulos do tesouro Direto é diária, você pode vender um título que adquiriu a qualquer momento, mesmo antes do vencimento do título.

Para isso, é necessário observar o preço do título no dia, que é determinado por meio de um processo conhecido como “marcação a mercado”, sobre o qual já explicamos neste artigo.

Existem, também, títulos que podem ser resgatados a qualquer momento sem o risco de perdas. Esse é o caso, por exemplo, do Tesouro Selic.

  1. Variedade: o Tesouro Direto conta com várias modalidades diferentes de títulos para atender objetivos de curto, médio ou longo prazo dos investidores.

Assim, se o seu objetivo é guardar dinheiro para eventuais emergências, o Tesouro Direto possui uma opção para atendê-lo. O mesmo acontece se o seu objetivo é adquirir uma casa ou guardar dinheiro para a aposentadoria.

Vale lembrar que quanto maior o prazo do investimento, maior será a rentabilidade percebida pelo investidor.

Quais os custos desse tipo de investimento?

Entre as principais vantagens que o Tesouro Direto oferece aos investidores está a de possuir poucas taxas.

A principal delas é uma taxa de custódia cobrada pela BM&FBovespa, que é de 0,25% ao ano.

businesswoman working with calculator in office PK5RG5V 1024x665 - Como investir no Tesouro Direto pela XP Investimentos
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By dolgachov

A instituição financeira que administra os seus investimentos também pode cobrar uma taxa pelos serviços prestados.

No entanto, a XP Investimentos não cobra nenhuma taxa de quem investe no Tesouro Direto, fato que aumenta o rendimento dessa aplicação.

O Tesouro Direto também conta com a incidência do Imposto de Renda, mas a alíquota cobrada varia de acordo com o tempo em que o dinheiro fica aplicado, conforme mostra a tabela abaixo:

Prazo da aplicaçãoAlíquota do Imposto de Renda (%)
Até 180 dias22,5
De 181 a 360 dias20
De 361 a 720 dias17,5
Acima de 720 dias15

Os investimentos no Tesouro Direto também estão sujeitos à incidência do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

No entanto, esse tributo incide apenas se o resgate do título for feito nos 30 primeiros dias da aplicação.

Em quais títulos você deve investir?

Os títulos do Tesouro Direto são divididos em cinco modalidades, cada uma com características específicas e voltadas para um determinado perfil de investimento.

Quem deseja guardar dinheiro para uma viagem, por exemplo, encontra uma boa opção de investimento no Tesouro pré-fixado (LTN).

Já quem deseja guardar dinheiro para a aposentadoria tem o Tesouro IPCA como a sua melhor opção.

business success alarm clock and money coins P3PKMV6 1024x653 - Como investir no Tesouro Direto pela XP Investimentos
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Elegant01

Confira, a seguir, alguns detalhes de cada tipo de título do Tesouro Direto:

Pré-fixados

Esta é a categoria em que o investidor sabe, desde o início do investimento, o valor que irá receber na data de vencimento do título.

É a ideal para momentos em que haja previsão na queda dos juros da economia no futuro.

Eles ainda se dividem em:

  1. Tesouro pré-fixado (LTN): a rentabilidade da Letra do Tesouro Nacional (LTN) é fixa. Ou seja, caso o investidor mantenha o título até o seu vencimento, então receberá o valor de R$ 1.000 por ele (ou a quantia proporcional à fração do título contratada).

Quando se acredita que a taxa básica de juros ou a inflação da economia não irá ultrapassar a rentabilidade pré-determinada ao longo do período do investimento, a LTN se torna uma opção bastante interessante.

  1. Tesouro pré-fixado com juros semestrais (NTN-F): a Nota do Tesouro Nacional série F (NTN-F) funciona de maneira semelhante à LTN, entretanto, o seu principal diferencial é o pagamento de juros semestrais ao investidor.

Dessa forma, além dos juros semestrais, o investidor também recebe o valor acordado no momento da aquisição do título em parcela única na data de seu vencimento.

Pós-fixados

Diferentemente dos títulos pré-fixados, os pós-fixados são aqueles em que a rentabilidade do título fica atrelada a um indicador, que pode ser o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) ou, na maioria das vezes, o IPCA (índice que mede a inflação no país).

Os títulos pós-fixados podem ser de três tipos:

  1. Tesouro IPCA+ (NTN-B Principal): este título é composto de uma taxa prefixada e outra que companha a variação da inflação (IPCA).

Por isso, o investidor consegue se proteger contra a desvalorização da moeda causada pela inflação, uma vez que a rentabilidade do título será sempre superior à inflação.

  1. Tesouro IPCA+ com juros semestrais (NTN-B): esse título é bastante semelhante ao anterior, contudo, a principal diferença é o pagamento de juros semestrais ao investidor.
  2. Tesouro Selic: possui a sua rentabilidade atrelada à taxa básica de juros da economia, a Selic. Esse é um dos papéis mais populares do Tesouro Direto, pois é o que conta com a maior flexibilidade.

Como o retorno desse papel é equivalente à Selic, especialistas o comparam a investimentos que pagam cerca de 100% da CDI.

Além disso, como o Tesouro Selic possui baixa volatilidade, o investidor não perde dinheiro caso precise solicitar o resgate antes do vencimento.

family saving money in piggy bank PPL8RS2 1024x886 - Como investir no Tesouro Direto pela XP Investimentos
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/by Rawpixel

Vantagens de cada modalidade

Se ainda restou alguma dúvida acerca de qual modalidade escolher, confira na tabela abaixo as principais vantagens de cada título do Tesouro Direto:

TítuloVantagens
Tesouro pré-fixado (LTN)No ato da compra do título já é possível saber qual será a rentabilidade do investimento.
Tesouro pré-fixado com juros semestrais (NTN-F)A cada período de seis meses ocorre o pagamento dos juros sobre o investimento.
Tesouro IPCA + (NTN-B Principal)Trata-se de um título capaz de proteger o investidor das variações provocadas pela inflação.
Tesouro IPCA+ com juros semestrais (NTN-B)Além de proteger o investidor da inflação, o pagamento dos juros sobre o investimento ocorre a cada seis meses.
Tesouro Selic (LFT)É uma das aplicações com o menor risco envolvido, uma vez que o investidor pode fazer o saque do dinheiro investido antes do prazo sem perder a rentabilidade do título. É ideal, por exemplo, para quem deseja montar uma reserva de emergência.

A escolha do melhor título dependerá principalmente das suas expectativas e dos seus planos.

O ideal, nesse sentido, é sempre buscar alternativas para diversificar a sua carteira e ter maior rentabilidade com seus investimentos.

Como investir no Tesouro Direto pela XP Investimentos

Investir no Tesouro Direto pela XP Investimentos é muito simples. O primeiro passo é escolher a XP Investimentos como a sua corretora.

Essa escolha pode ser feita no momento do cadastro no site do Tesouro Direto ou mesmo abrindo uma conta na XP Investimentos.

Como a XP não cobra taxa de custódia de seus clientes, isso significa que a sua rentabilidade no Tesouro Direto será maior.

Além disso, como a XP Investimentos é uma agência integrada ao Tesouro Direto, isso significa que você poderá adquirir títulos ou resgatá-los diretamente por meio da plataforma XP Pro.

Uma vez que você tenha feito o cadastro na plataforma do Tesouro Direto, basta aguardar o recebimento da senha que será enviada por e-mail.

Quando você estiver com a sua senha em mãos, o próximo passo é escolher os títulos de acordo com o seu perfil e necessidades pessoas e começar a investir.

young man in glasses sitting and using laptop PS5DZEH By vadymvdrobot 1024x683 - Como investir no Tesouro Direto pela XP Investimentos
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By vadymvdrobot

Lembre-se que os investimentos no Tesouro Direto começam em R$ 30,00 e podem chegar a R$ 1 milhão por mês.

Viu só como é simples?

Clique aqui e fale com um assessor de investimentos e abra a sua conta.

Tags

Késia Rodrigues - Colaboradora Independente

Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por literatura, viagens, tecnologia e finanças.

Artigos Relacionados

Close