Como foi a semana e o que devemos esperar da próxima

Paulo Filipe de Souza
Colaborador do Torcedores

Após semanas de rumores e tuítes foi confirmada a troca no Ministro da Saúde. Apesar disso, o mercado não reage de forma negativa à notícia.

A semana que começou com altas na Bolsa brasileira termina com um mercado mais animado com o possível relaxamento das quarentenas no Brasil e EUA.

O Ibovespa encerrou semana com alta de 1,68%, aos 78.990 pontos, acumulando expansão de 8,18% no mês de abril.

Além disso, notícias que uma empresa farmacêutica nos EUA tiveram sucesso com um remédio contra o COVID-19 fizeram as bolsas fechar em expressiva alta na semana. Um estudo sobre tratamento contra o novo coronavírus divulgado ontem à noite. A notícia  animou os investidores. Hoje, os índices da bolsa dos Estados Unidos chegam a avançar mais de 2%.

Além disso, o Banco Mundial previu uma retração de 5% para o PIB do Brasil em 2020. Se confirmada a projeção do Banco Mundial, essa seria a maior recessão que o Brasil enfrentará em 120 anos.

Os dados do IBGE, mostram que não há registro de uma queda tão grande da atividade econômica desde 1901.

Hoje, uma importante votação ajudou a imaginar como deve ser o cenário da próxima semana. A PEC do ‘Orçamento de Guerra’ dá poderes de durante o período de pandemia, o governo consiga descumprir a chamada regra de ouro, que proíbe o endividamento para pagar as despesas correntes – os gastos da administração pública para manter seus serviços funcionando.

Além disso, a PEC da autorização para contratação de pessoas, realizar compras e fechar contratos de obras e serviços de maneira simplificada. Parte do texto, dava permissão ao Banco Central para comprar dívidas de empresas privadas durante a crise.Com a aprovação no Senado, o texto volta agora para câmara de deputados porque foram feitas alterações.

A sexta-feira trouxe um alívio para o mercado financeiro. Com isso, ações de empresas que têm sofrido durante a crise registram altas. Empresas aéreas, siderúrgicas e bancos tiveram valorização.

O ouro, um dos principais ativos de proteção, segue em queda. Isso é um sinal da volta de confiança do investidor, o metal disparou nas últimas semanas.

As expectativas para próxima semana

Governadores de todos os estados aguardam a aprovação de um socorro emergencial aos Estados e municípios para o enfrentamento da covid-19. A aprovação deve dar um fôlego para os estados conseguirem aumentar o combate ao coronavírus mas gera um embate com a equipe econômica do presidente Bolsonaro.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

No cenário mundial são aguardados os próximos passos do plano em 3 fases para reabertura dos EUA. Além disso, empresas e indústrias do mundo inteiro devem retomar algumas atividades parcialmente. A Boeing, por exemplo, deve chamar 27 mil funcionários para retomada da produção de aeronaves nos Estados Unidos.

Na Europa, Alemanha, Dinamarca e Finlândia começam a afrouxar as políticas de isolamento. A Dinamarca decidiu por reabrir escolas e creches, Finlândia em levantar os bloqueios nas rodovias e a Alemanha flexibilizou o funcionamento de lojas.

No Brasil, na próxima semana já começa o pagamento de uma das parcelas do décimo terceiro para aposentados e pensionistas do INSS. A antecipação deve ajudar a movimentar a economia neste momento de crise e pandemia.

Além disso, na próxima semana serão divulgados mais detalhes do pacote de socorro de R$ 50 bilhões a setores afetados pela crise como: empresas de energia, aéreas, cadeia automotiva e varejo.