Como estão as ações do setor aéreo na bolsa de valores?

Humberto Maurício Pennacchia
null
1

Crédito: Credito: Rovena Rosa/agência Brasil

Geralmente voláteis na bolsa, as ações do setor aéreo têm atraído a atenção dos investidores desde o início da pandemia do novo coronavírus. Diante da restrição a viagens pelo mundo, o valor de mercado das companhias desabou.

Nesse momento, o setor aéreo é o mais instável na bolsa de valores. Uma das maiores empresas atuantes no Brasil, a Latam ingressou no exterior com pedido de recuperação judicial, no final de maio.

Já a Azul (AZUL4) fechou contrato de consultoria para ajudar na reestruturação de suas dívidas.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

Balanços setor aéreo

No Brasil, as empresas do setor sentiram o estrago nos números do primeiro trimestre.

A Gol (GOLL4) reportou no primeiro trimestre de 2020 prejuízo de R$ 2,261 bilhões ante lucro líquido de R$ 35,2 milhões em igual período de 2019. Esses dados não incluem a participação minoritária da Smiles.

Recentemente, o presidente da Gol, Paulo Kakinoff, ressaltou, porém, que a empresa não pretende seguir o mesmo caminho da Latam de pedido de recuperação judicial.

Por sua vez, a Azul (AZUL4) teve perdas de R$ 6,135 bilhões no primeiro trimestre de 2020, revertendo lucro de R$ 125,3 milhões de um ano antes.

De acordo com o balanço da Azul, as perdas ocorreram principalmente pelas variações monetárias e cambiais, que afetaram o resultado financeiro da companhia aérea em R$ 4,23 bilhões, em meio à disparada do dólar por conta do coronavírus.

Enquanto isso, a Latam informou prejuízo de US$ 2,12 bilhões (R$ 11,5 bilhões),  no primeiro trimestre. O valor é 35 vezes as perdas registradas em igual período de 2019, de US$ 60 milhões (325,9 milhões).

Socorro

A situação ficou tão complicada que as companhias aéreas precisaram do socorro do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Dessa forma, as três principais companhias fecharam acordo para receber socorro de um sindicato de bancos.

companhias-aereas

Setor aéreo busca recuperação. Foto/crédito: PanRotas

Segundo o BNDES, que é quem organiza as instituições, o pacote de incentivo aos estragos causados pelo coronavírus ficará entre R$ 4 bilhões e R$ 7 bilhões.

Além disso, Paulo Guedes, Ministro da Economia, admitiu no final de maio que o Governo pode se tornar acionista de empresas aéreas.

Visão de Buffett sobre o mercado: 

Nesse cenário sombrio, de baixa visibilidade para o setor, grandes players resolveram retirar o time de campo.

Warren Buffett, bilionário americano, considerado o maior investidor de todos os tempos, é um exemplo clássico.

Buffett revelou que a Berkshire Hathaway, sua empresa de investimentos, vendeu todas as posições que tinha nas principais companhias aéreas americanas no mês de abril devido a pandemia de coronavírus.

Ele colocou em dúvida se as pessoas iriam voltar a voar tanto nos próximos dois ou três anos após a pandemia.

Segundo Buffett: “O mundo mudou para as aéreas. Alguns negócios, e esse infelizmente é o caso da indústria da aviação, serão realmente afetados”, reitera o investidor, no encontro anual do conglomerado, em Omaha, Estados Unidos.

Em dezembro de 2019, sua empresa tinha US$ 4 bilhões investidos na United, American, Delta e Southwest. “Eu estava errado”, afirmou Buffett sobre a aposta nas companhias aéreas.

O investidor que comprou ações das empresas do setor aéreo antes da explosão dos casos de coronavírus, teve que ter muito sangue frio. Ilustrando em números essa afirmativa, em abril de 2020, por exemplo, as ações da Gol (GOLL4), amargavam uma queda de 68% na bolsa.

Como os executivos do setor aéreo estão agindo?

O cenário é tão desafiador para o setor, que os próprios executivos das companhias aéreas estão cortando na própria carne.

O presidente executivo da companhia americana Southwest, Gary Kelly, anunciou um corte de 10% do seu próprio salário. Kelly chamou o surto da doença de o maior desafio que o setor enfrenta desde 11 de setembro, observando que “pode ​​ser pior”.

Gary Kelly não está sozinho, Alan Joyce, CEO da australiana Qantas, abriu mão do seu salário por 6 meses na tentativa de equilibrar os custos operacionais da companhia.

Segundo a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), os prejuízos globais om o setor podem ser entre US$ 63 bilhões e US$ 113 bilhões esse ano.

Enquanto algumas empresas agonizam, outras perderam completamente o oxigênio. Em função da diminuição drástica da demanda, a companhia aérea inglesa, Flybe, entrou com pedido de falência.

Segundo a companhia: “Todos os voos foram suspensos e os negócios no Reino Unido deixaram de operar imediatamente”, comunicou a operadora.

Retomada

Após o pior momento, aos poucos, a malha aérea do país começa a mostrar reação após meses de queda em consequência do coronavírus.

Em maio, os números prévios de tráfego da Gol (GOLL4) subiram em relação a abril. Houve um aumento de 5% da demanda de voos (RPK) e de 12,1% da oferta (ASK).

Já a Azul (AZUL4) informou no início de junho que o tráfego de passageiros consolidado (RPKs) aumentou 51,6% em relação a abril de 2020.

É hora de comprar ações do setor aéreo?

Diante de todo o exposto, é muito difícil prever se a atual queda nas ações das companhias aéreas vai piorar ainda mais, em razão das incertezas associadas à disseminação do coronavírus e ao seu impacto na economia mundial e no setor de viagens, em particular.

Veja o desempenho de GOLL4 vs Ibov em seis meses

gol-acoes-min

Fonte: TradingView

Veja o desempenho de AZUL4 vs Ibov em seis meses

azul-acoes-min

Fonte: TradingView

Mas se você quer abrir uma posição comprada e apostar nas ações do setor aéreo tenha sempre em mente algumas coisas:

a) As companhias aéreas sofrem muito quando o preço do petróleo aumenta;

b) A cotação da moeda americana tem influência direta nas despesas das companhias aéreas com combustível. Segundo a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac), esses custos representam quase 50% das despesas das companhias aéreas brasileiras;

c) Nunca coloque todo o seu capital em uma só empresa, faça um portfólio com 4 ou 5 empresas de boa qualidade. Agindo assim, se uma ação cair, outras poderão subir, contrabalançando o prejuízo de sua carteira;

d) Uma última dica, se você está comprado em uma ação do setor aéreo e ela caiu 50% por exemplo, uma possível solução é recomprar a mesma quantidade de papéis a um preço menor. Se você fizer isso, baixará seu preço médio. Diminuindo assim, a intensidade de suas perdas.

(Com edição Rodrigo Petry)