Comércio teve alta de 16,5% em junho, aponta Serasa Experian

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução/Unsplash

A atividade do comércio apresentou alta de 16,5% em junho na comparação com o mês anterior, apontou o último relatório do Indicador da Serasa Experian.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

O índice que mede a atividade do comércio registrou, entre 1 e 30 de junho, o segundo crescimento mensal consecutivo, já com os ajustes sazonais devidamente feitos.

Em relação a junho do ano passado, no entanto, a atividade do comércio segue registrando baixas: 20,5%.

Destaques da alta do comércio

De acordo com o relatório divulgado nesta sexta-feira (17), os principais destaques do período foram nos setores de Móveis, Eletrodomésticos, Eletrônicos e Informática, que teve a maior alta na relação mensal (29,2%).

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

Os benefícios de se ter um assessor de investimentos

Tecidos, Vestuários, Calçados e Acessórios também obtiveram alta considerável (24,5%), assim como o setor de Material de Construção (23,9%).

Na sequência de setores em alta aparecem Combustíveis e Lubrificantes (21,6%), Veículos, Motos e Peças (15,3%), e Supermercados, Hipermercados, Alimentos e Bebidas (3,1%).

Relaxamento da quarentena ajudou

De acordo com Luiz Rabi, economista da Serasa Experian, o relaxamento do isolamento social contribuiu diretamente para a alta do setor em junho.

O crescimento do trabalho em home office também foi citado pelo especialista como positivo, em especial para o segmento de Móveis, Eletrodomésticos, Eletrônicos e Informática.

“Houve procura maior de aparelhos eletrônicos, como celular, por exemplo, considerando que as pessoas estão mais em casa e, com isso, priorizando mais seus relacionamentos sociais por meio da tecnologia. Junho também tivemos o Dia dos Namorados, uma data importante para o comércio, que deve ter contribuído para o crescimento”, lembrou.

Ao falar sobre a alta do segmento de Veículos, Motos e Peças, que cresceu 15,3% em junho, a justificativa de Rabi também foi bastante interessante.

“Trata-se de um setor importante na economia por interligar várias cadeias produtivas e estar entre os setores com potencial para geração de empregos”.

Planilha de ações: baixe e faça sua análise para investir