Cogna (COGN3) reverte lucro em prejuízo de R$ 454,7 mi no 2TRI

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Divulgação

A Cogna (COGN3) registrou prejuízo de R$ 454,7 milhões no segundo trimestre de 2020, revertendo o lucro líquido de R$ 139,5 milhões no mesmo período de 2019.

O resultado financeiro foi uma despesa de R$ 194,7 milhões, uma redução de 11,3%.

De acordo com a Cogna, o resultado foi influenciado pela redução na despesa com juros (oriunda da redução da taxa básica de juros), a receita com juros sobre os recursos do follow-on captados em fevereiro e a redução na despesa com atualização de contingências.

Monitore completamente sua Carteira

As despesas operacionais somaram R$ 234,4 milhões, uma diminuição de 7% na comparação anual.

Ebitda

O lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês)  foi negativo em R$ 139,4 milhões, ante um Ebtida positivo de R$ 624,7 milhões.

A margem Ebtida ficou negativo em 10,2%, ante uma margem positiva de 35,8%.

Confira principais Ações para investir em Outubro

Conforme a empresa, o desempenho foi puxado pelo prejuízo com a venda da conta escrow vinculada à aquisição da Somos; e maior provisão para créditos de liquidação duvidosa (PCLD) no ensino superior pagante e nos produtos de parcelamento (PEP/PMT).

Receita

A receita líquida atingiu R$ 1,372 bilhão no período, uma redução de 21,3%.

De acordo com a Cogna, o desempenho refletiu as pressões de receita no ensino superior, a maior evasão dos alunos do ensino infantil e dos anos iniciais do ensino fundamental, e a sazonalidade de receitas do PNLD.

O lucro bruto caiu 19,2% no segundo trimestre deste ano, totalizando R$ 1,032 bilhão.

A margem bruta ficou em 75,2%, alta de 2 pontos percentuais.

Investimentos da Cogna

A Cogna investiu R$ 70,8 milhões no segundo trimestre de 2020, uma diminuição de 41,3% nos investimentos.

Os aportes foram destinados principalmente para o desenvolvimento de conteúdos, de sistemas e de licenças de software.

Estes investimentos refletem a ampliação e maturação de portfólio realizada no Ensino Superior nos últimos anos, principalmente nas áreas de Engenharia e Saúde e nos novos cursos de EAD Premium, além da renovação de conteúdo no segmento de Educação Básica e das iniciativas relacionadas à transformação digital, especialmente vitais considerando o cenário atual e a importância das plataformas de ensino digitais.

A dívida líquida encerrou o segundo trimestre em R$ 4,8 bilhões.

Tá, e aí?

Na avaliação da Eleven, a Cogna apresentou mais um resultado ruim no trimestre, abaixo das expectativas pessimistas para o Ebitda e o lucro.

O relatório destaca que a Kroton tem pressionado os números em razão principalmente dos obstáculos do ensino presencial, e o desempenho das demais áreas, em especial a Vasta, não é suficiente para compensá-los.

“A complexidade do modelo vertical de ensino superior em meio a tantas transformações aumenta ainda mais o desafio”, diz o documento.

A Eleven avalia que a companhia tende a ser a mais impactada do setor na crise causada pela pandemia e acredita que a chance de frustrar as expectativas do mercado é substancialmente maior do que a hipótese de entregar surpresas positivas à frente.

Cara ou Barata

Diante deste cenário, a casa reforça a recomendação de venda das ações da empresa, com preço alvo de R$ 7,00 para 2021. Nesta sexta-feira, perto das 12h40, o papel é negociado a R$ 6,31, queda de 3,96%.