CNI: após sequência de altas, confiança do empresário da indústria se estabiliza

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: CNI/Divulgação

Os dados de outubro do Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) foram divulgados nesta terça-feira (13).

Conforme as informações da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o registro desse mês foi de 61,8 pontos. Na comparação anual houve um aumento, quando o ICEI ficou em 59,3 pontos.

Em setembro, o índice apresentou 61,6 pontos, considerado uma pontuação estável.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

Horizonte positivo

De acordo com o gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, a estabilidade do índice, após fortes altas, mostra que a confiança do empresário da indústria deve dar suporte à continuidade da retomada da economia.

Além disso, CNI diz, em documento, “com a estabilidade do otimismo em patamar elevado, espera-se que a indústria deva seguir em ritmo de retomada, com crescentes níveis de atividade, investimento e emprego”.

O ICEI está acima da média histórica de 53,2 pontos. O indicador varia de 0 a 100 pontos, sendo que todos os valores acima de 50 pontos indicam empresários confiantes. Também aponta melhora da situação corrente ou expectativa otimista.

A pesquisa revela que os empresários da indústria continuam confiantes e os índices estão em nível próximo do período pré-pandemia. No mês de fevereiro, o índice de confiança estava em 64,7 pontos.

Foram entrevistadas 1.274 empresas, sendo 498 de pequeno porte, 494 de médio porte e 282 de grande porte, entre 1º e 7 de outubro.