Cresce número de famílias com dívidas em abril, diz Confederação do Comércio

Marcia Furlan
null
1

Crédito: Reprodução/Unsplash

O porcentual de famílias com dívidas bateu recorde em abril e chegou a 66,6%, de acordo com levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). É o maior porcentual desde 2010, quando a pesquisa começou a ser feita.

Os dados consideram as dívidas em cheques pré-datados, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguro. Em março, o porcentual tinha sido de 66,2% e há um ano estava em 62,7%.

A coleta de informações ocorreu entre 20 de março e 5 de abril, incluindo portanto os efeitos da pandemia do Covid-19.

O porcentual de famílias cujos pagamentos da dívida estão com atraso é de 25,3%, mesmo patamar de março, mas acima de abril do ano passado, quando era de 23,9%.

Fonte: CNC 

Capacidade de pagamento

Já as famílias que declararam não ter condições de pagar as contas em atraso e que, portanto, permaneceriam inadimplentes, recuou na comparação mensal, passando de 10,2% do total em março de 2020 para 9,9% em abril. Em abril de 2019, era 9,5%.

Fonte: CNC 

Renda

Com relação à faixa de renda, a evolução da inadimplência foi distinta. Na faixa de menor renda, a proporção com contas atrasadas aumentou de 28,4% em março para 28,5% em abril. Já no grupo com renda superior a dez salários mínimos, o percentual de inadimplentes alcançou 11,1% neste abril, abaixo dos 11,4% em março e dos 11,9% de abril do ano passado.

Fonte: CNC 

Cartão de crédito

O cartão de crédito ainda é a principal dívida das famílias, responsável por 77,6% do total, seguido por carnês (17,5%), financiamento de carro (10,2%), financiamento de casa (8,6%) e crédito pessoal (8,2%).

 

Fonte: CNC 

Na avaliação da CNC, apesar das incertezas nos cenários econômicos e do percentual já elevado do endividamento, “a injeção de liquidez que está em curso segue aumentando a proporção de famílias com dívidas no País”. Diante disso, a entidade ressalta a importância de se viabilizar prazos mais longos para os pagamentos ou alongamentos das dívidas, além da busca por iniciativas mais eficazes para mitigar o risco de crédito.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil