Agronegócio: CNA divulga balança com superávit recorde de US$ 61,5 bi

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Foto: Valter Campanato / Wikimedia Commons

A balança comercial brasileira do agronegócio registrou superávit recorde de US$ 61,5 bilhões de janeiro a agosto de 2020.

A receita das exportações somou US$ US$ 69,6 bilhões no acumulado dos oito primeiros meses deste ano. 

Foi uma alta de 8,3% em relação ao mesmo período de 2019, e 152,4 milhões de toneladas em volume (aumento de 15,8%).

As informações foram divulgadas pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), com base nas informações do Ministério da Economia. 

Os cinco produtos mais exportados foram: soja em grãos (US$ 25,7 bilhões); carne bovina in natura (US$ 4,8 bilhões); o açúcar de cana em bruto (US$ 4,2 bilhões); a celulose (US$ 4 bilhões) e farelo de soja (US$ 3,9 bilhões). Esses representaram 61,3% dos embarques totais no período.

Mercados

De acordo com a CNA, a China foi o principal destino dos produtos brasileiros de janeiro a agosto.

O total foi uma receita de US$ 26,4 bilhões e uma parcela de 38% das exportações. 

Já a União Europeia, com 16% dos embarques, ficou em segundo lugar ao somar US$ 11,3 bilhões.

As vendas para os Estados Unidos foram de US$ 4,2 bilhões, fatia de 6,1% do total. Japão e Hong Kong completam a lista dos principais consumidores no acumulado de 2020.

Desempenho mensal

O desempenho de exportações em agosto totalizou US$ 8,9 bilhões, fechando o mês com saldo positivo de US$ 8 bilhões.

O número trouxe um aumento de 7,8% em relação a agosto de 2019.

Em volume, o total embarcado foi de 22,2 milhões de toneladas, variação de 15,4% na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Os principais produtos exportados no mês foram a soja em grãos (US$ 2,2 bilhões), o milho (US$ 1 bilhão) o açúcar de cana em bruto (US$ 824,3 milhões), a carne bovina in natura (US$ 654,2 milhões) e o farelo de soja (US$ 497 milhões). 

Os produtos tiveram participação de 58,7% do total das vendas externas no mês. China, União Europeia, Estados Unidos, Coreia do Sul e Tailândia foram os principais destinos do agronegócio brasileiro em agosto.

Além disso, a CNA também analisou o comércio de algumas mercadorias que fazem parte do escopo do projeto Agro.BR, elaborado em parceria com a Apex Brasil para estimular a inserção de pequenos e médios produtores rurais no mercado internacional.

Houve destaque para chá, mate e especiarias, frutas, lácteos, pescados e produtos apícolas.