Claro informa receita líquida de R$ 9,85 bilhões no 3TRI20, alta de 1,4%

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Claro

A Claro Telecom reportou nesta terça-feira (20) seus resultados do terceiro trimestre de 2020.

Segundo a Companhia, a receita líquida do trimestre avançou 1,4%, para R$ 9,85 bilhões frente a uma receita de R$ 9,71 bilhões um ano antes.

No acumulado de 2020, a Claro registra uma receita líquida de R$ 29,3 bilhões, alta de 1,6% sobre o mesmo período de 2019.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

Já a receita de serviços móveis cresceu 8,5% no terceiro trimestre de 2020 em relação ao terceiro trimestre do ano passado.

De acordo com a Claro, o destaque foi para a receita de serviços pós-pago, impulsionada por planos com voz ilimitada, internet de alta qualidade e serviços digitais, como Claro Música e Claro Vídeo, de alto valor agregado.

Ebitda avança 6,6%

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda na sigla em inglês) atingiu R$ 4,07 bilhões no terceiro trimestre de 2020, alta de 6,6% na base anual.

Enquanto a margem Ebitda alcançou 41,3%, avanço de 2 pontos percentuais sobre igual período de 2019.

Nos nove primeiros meses de 2020, o Ebitda somou R$ 11,83 bilhões, um desempenho 8,2% superior a um ano antes.

Já a margem Ebitda ficou em 40,4%, alta de 2,4 p.p.

Serviços Móveis

A Companhia informou ainda que lidera o crescimento no segmento pós-pago, tendo acrescentado 1,3 p.p. nos últimos doze meses.

Com isso, alcançou 29% de market share em agosto de 2020, um aumento de 7,4 milhões de linhas na comparação anual (3,2 milhões de linhas oriundas da Nextel).

A base no segmento pré-pago fechou o 3º trimestre de 2020 com 26,3 milhões de assinantes.

Ao final de setembro de 2020, a Claro contava com 60 milhões de clientes móveis registrando um recorde no volume de portabilidade numérica.