Cielo (CIEL3) tem lucro líquido de R$ 298,2 mi no 4TRI, avanço de 197% ante 3TRI

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Cielo

A Cielo (CIEL3) registrou lucro líquido de R$ 298,2 milhões no quarto trimestre de 2020, refletindo uma alta de 197% ante o trimestre anterior.

“Na comparação com o trimestre anterior, o resultado foi impulsionado por melhora em todas as unidades de negócio: Cielo Brasil (adquirência), Cateno e Outras Controladas”, destacou a Cielo em balanço divulgado após o fechamento do pregão desta terça (26).

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

Na comparação anual, a Companhia registrou um aumento de 34,7% nos lucros.

O lucro líquido da Cielo Brasil totalizou R$193,2 milhões no quarto trimestre de 2020, um aumento de 81,7% sobre o mesmo trimestre de 2019 e de 64,4% quando comparado ao trimestre anterior.

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

Segundo a Companhia, o resultado foi impulsionado pela recuperação de volumes e pelo comportamento favorável dos gastos.

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

Margem líquida

A margem líquida atingiu 12%, alta de 2,4 pontos percentuais. O volume financeiro de transações somou R$ 190,58 bilhões no período, alta de 0,3% em relação ao quarto trimestre de 2019.

Os gastos totais consolidados (custos e despesas), desconsiderando a equivalência patrimonial, totalizaram R$2,55 bilhões queda de 2,8% sobre um ano antes. Já as despesas operacionais somaram R$ 513,7  milhões no terceiro trimestre de 2020.

A receita líquida da Cielo totalizou R$ 3,022 bilhões no período, aumento de 1,5%.

Ebtida cai 33,7%

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 768,2 milhões no trimestre, um avanço de 16% na comparação ano a ano.

A margem Ebitda ficou em 25,4%, alta de 3,2 pontos percentuais.

O resultado financeiro foi positivo em R$ 14,8 milhões, uma redução de 82,2% no ano.

Liquidez e endividamento da Cielo

Em dezembro, a Cielo registrou liquidez total (total de disponibilidades) de R$ 4,203 bilhões, um aumento de 28,93%, frente a dezembro de 2019.

A alavancagem (total de empréstimos e financiamentos líquidos de disponibilidades/ Ebitda ajustado à aquisição de recebíveis) foi de 1,86 vez ao final do período contra 1,46 vez no quarto trimestre de 2019.

Tá, e aí?

Em relatório, o BTG Pactual (BPAC11) escreveu que uma reestruturação acionária da Cielo (CIEL3) seja fundamental.

Por isso, o BTG continua cauteloso com a empresa.

“Podemos ver mais valor se a mudança na estrutura corporativa for habilmente trabalhada. Mas quanto mais isso demorar a acontecer, potencialmente haverá menos valor oculto também”, escreveram os analistas Eduardo Rosman e Thomas Paredo, após a divulgação do resultado.

Analisando os dados do quarto trimestre, o BTG destaca que todos os ganhos do período devem ser bem recebidos pelos investidores e adicionar risco de alta aos números e nas expectativas de 2021.

No radar dos analistas, segue o rumor de que o Banco do Brasil possa sair da Cielo, com a compra do Bradesco pelo BB.

Após o balanço, as ações da companhia (CIEL3) fecharam o pregão com alta de 13,35%, cotadas a R$ 4,16.

Cielo dividendos

Em comunicado nesta quarta-feira, a Cielo anunciou a distribuição de R$ 14,9 milhões em dividendos.

O valor por ação será de R$ 0,0055. Os proventos serão pagos em 17 de fevereiro com base na posição acionária de 1º de fevereiro.

Segundo a empresa, o valor se soma aos R$ 151,4 milhões declarados em 22 de dezembro a título de juros sobre capital próprio, perfazendo R$ 166,4 milhões a serem distribuídos pela Cielo na forma de proventos relativos a 2020.

Se você quer saber mais sobre investimentos, preencha o formulário abaixo que um assessor poderá auxiliá-lo em sua jornada de investimentos. 

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.