China deve sair rapidamente da crise; confira outros destaques

Marcelo Hailer Sanchez
Jornalista, Doutor em Ciências Sociais (PUC-SP) e Mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP). Pesquisador em Inanna (NIP-PUC-SP). Trabalhei nas redações do Mix Brasil, Revista Junior, Revista A Capa e Revista Fórum. Também tenho trabalhos publicados no Observatório da Imprensa e revista Caros Amigos. Sou co-autor do livro "O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente" (AnnaBlume).
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Com menor peso do setor de serviços no PIB e elevada popuçança interna, China deve sair mais rápido da crise que o resto do mundo.

Todavia, pesquisadores da Fundação Getúlio Vargar (FGV) alertam que isso é um “farol imperfeito” do que deve ocorrer nas outras economias do mundo.

Um dos fatores que joga a favor da economia chinesa é o perfil do seu PIB, informa o Valor.

Na China, o setor de serviços representa pouco mais de 50%.

Dessa maneira, tal fator ganha relevância em momentos de crise, pois, a indústria tende a se recuperar mais rápido do que os serviços.

Por fim, economias como a do Brasil, dependente do setor de serviços, deve demorar um pouco mais para sair da atual crise.

PMI China

Mercados globais começam em alta a semana de balanços

Os mercados iniciam em alta uma semana cheia no exterior, com divulgação de balanços dos bancos.

Com pandemia, Petrobras (PETR4) amplia corte de pessoal e fecha escritórios, O Globo

A pandemia aceletou a estratégia da Petrobras de concentrar esforços no pré-sal.

Dessa maneira, a estatal anunciou três planos para reduzir em 34% o número de empregados.

O modelo adotado pela Petrobras é similar ao de outras grandes petroleiras no mundo.

Liminar determina ainda que a empresa assuma as despesas do home office, segundo o Valor.

Por fim, a Petrobras tem que arcar com equipamentos de informática, pacotes de dados e energia elétrica a parir de 10 de junho.

Nova lei do saneamento fomenta recuperação energética

Associação pede veto ao artigo 20 do novo marco de saneamento.

Por fim, o artigo em questão permite a manutenção dos contratos em serviços de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.

Viés ideológico pode dificultar leilão de 5G

Para especialistas, até critérios técnicos, além do preço, podem gerar contestações na justiça.

Minoritários tentam liminar contra Gol (GOLL4)

Acionistas da Smiles contestam acordo e pedem que aérea deposite R$ 1,625 bilhão em juízo.

GOLL4

Sob pressão, Salles afirma que quer dialogar com críticos, Estadão

O Ministro do Meio Ambiante, Ricardo Salles, disse estar disposto a dialogar.

Por fim, Salles afirmou ao Estadão que está disposto a buscar entendimento com os investidores nacionais e internacionais.

Comerciantes de shoppings relatam vendas 90% menores, Estadão

Reabertura dos shoppings não trouxe os consumidores de volta.

Dessa maneira, os centros comerciais permanecem vazios.

Por fim, os lojistas de shopping afirmam que a venda, em média, é 90% inferior pré-pandemia.

Cyrela

Coronavírus

Curva de infecção da Covid-19 sugere imunidade mais ampla, Folha de S. Paulo

Áreas mais afetadas têm queda sustentada de mortes após reabertura na Europa, nos EUA e no Brasil.

Dessa maneira, as três regiões, que foram fortemente afetadas, não tiveram repiques do vírus após reabertura.

Isso de pode demosntrar uma imunidade pela maioria da população.

Por fim, médicos e pesquisadores diz que tal taxa de imunidade só possível “às custas de muitasmortes”.

Números da Covid-19

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o mundo tem mais de 12,8 milhões de casos confirmados e mais 568 mil mortes.

Segundo o levantamento do Consórcio de Veículos de Imprensa, o Brasil tem 1.866.176 casos e 72.151 mortes.