Charlie Munger: conheça o braço direito de Warren Buffett

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução/Facebook

Warren Buffett é o nome e o rosto da Berkshire Hathaway e o mundo inteiro sabe disso.  Mas um outro nome também tem papel fundamental na empresa do Mago de Omaha: Charlie Munger.

Vice-presidente da Berkhire Hathaway, Munger é considerado o braço direito de Buffett, e os elogios do magnata não deixam dúvida sobre sua importância na vitoriosa carreira do investidor: “É melhor se relacionar com pessoas melhores que você. Escolha sócios cujos comportamentos são melhores que os seus. Isso vai lhe conduzir na direção correta”, disse Buffett certa vez.

O mega investidor americano seguiu seu próprio conselho ao se tornar sócio de Charlie Munger. Bastante reservado e inimigo dos holofotes, o sócio de Buffett tem uma fortuna avaliada em US$ 1,9 bilhão, cifra que o coloca entre os 1.500 homens mais ricos do mundo, segundo a Forbes. Está também entre os 500 mais abastados dos Estados Unidos.

Análises e Resumos do mercado financeiro com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

As poucas vezes em que aparece para o mercado – e para a mídia – é para acompanhar o sócio nos discursos anuais da Berkshire. O evento é tão importante que aproximadamente 40 mil acionistas viajam de todos os cantos do planeta rumo a Omaha, em Nebraska, para ouvir o que Buffett e Charlie Munger têm a dizer sobre o mercado de capitais.

Value Investing é estratégia de Charlie Munger

Value Investing é uma das estratégias adotadas por Charlie Munger, hoje com 96 anos. Ele, assim Buffet, gosta de comprar partipação em empresas boas mas que estejam valendo menos do que seu “valor intrínseco”.

Para Munger, uma ação é muito mais do que um pedaço de papel. O proprietário, diz ele, se torna dono de uma parte de uma companhia de capital aberto e, por conta disso, é necessário saber tudo sobre a empresa em que está investindo.

“Warren e eu não somos espertos o suficiente para tomar decisões sem ter um tempo para pensar. Mas, de fato, conseguimos tomar decisões rápidas porque investimos muito tempo nos preparando, calados, lendo e pensando”, comentou.

“Muito do sucesso na vida e nos negócios vem de saber o que você quer evitar. Seja a morte prematura, um mau casamento ou algo nessa linha”, ensinou, durante uma de suas participações na conferência anual da Berkshire.

Vida além da Berkshire Hathaway

Charlie Munger

Apesar de ser vice-presidente da Berkshire Hathaway e braço direito de Buffett, Munger não se dedica exclusivamente aos negócios com o parceiro.

Ele também é presidente do Daily Journal Corporation e diretor da Costco Wholesale Corporation. O investidor também já foi presidente da Wesco Financial Corporation, hoje uma subsidiária da Berkshire Hathaway.

Além de brilhante no mercado financeiro, Charlie Munger é um filantropo. Já doou US$ 43,5 milhões para a Stanford Law School e US$ 3 milhões para a University of Michigan Law School.

O investidor também contribuiu com US$ 20 milhões para a restauração dos alojamentos do Clube dos Advogados, em 2011.

Esse investidor quase centenário é apaixonado por livros. “Desde que eu tenha um livro em minhas mãos, não sinto que estou desperdiçando meu tempo”, declarou, certa vez. Em entrevistas, ele já disse que lê de três a quatro jornais diariamente. Além de dois a três livros simultaneamente, alternando a leitura entre eles.

O início de Charlie Munger

Charlie Munger é formado em Direito. Mas ele só enriqueceu depois de deixar a carreira de advogado para investir profissionalmente. “Warren me disse que eu era mais adequado para isso, e ele estava certo”, disse em uma entrevista.

A parceira com Buffett, no entanto, não foi a primeira no mercado de capitais. Antes de trabalhar na Berkshire, em 1962, juntou-se a Jack Wheeler e criou o fundo de investimentos Wheeler, Munger e Company. Com ele, obteve retorno anual de 19,8% nos investimentos até 1975, contra desempenho de 5% do índice Dow Jones.

Ao se juntar a Warren Buffett, a carreira decolou. Juntos, fizeram as ações da Berkshire Hathaway valorizarem 2.000.000% em relação ao preço inicial. Sempre com foco no longo prazo, no Value Investiment e no buy and hold.

Murger tem oito filhos – um deles faleceu aos nove anos de leucemia.

Quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir? Preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos poderá ajudar em sua jornada.