Cesp (CESP6): prejuízo líquido salta 645% no 3TRI, para R$ 58,5 milhões

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

A Cesp (CESP6) reportou um prejuízo líquido de R$ 58,52 milhões no terceiro trimestre de 2020.

No mesmo período do ano passado o prejuízo foi de R$ 7,85 bilhões.

No entanto, nos nove primeiros meses de 2020, a Companhia registrou lucro de R$ 133,08 milhões, contra um prejuízo de R$ 170,1 bilhões sobre igual período de 2019.

Tio Huli, EconoMirna, Natalia Dalat e outros tubarões do mercado de Investimentos.

Não perca!

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 228,8 milhões no período, um aumento de 2% sobre um ano antes.

A margem Ebitda ajustado no trimestre representou 50% da receita bruta total, menos 6 pontos percentuais na base anual.

Receita operacional líquida avança 14%

A receita operacional líquida da Companhia atingiu R$ 470,52 milhões no trimestre, um incremento de 14% na comparação ano a ano.

Já no acumulado até setembro de 2020, a Cesp registra uma receita líquida de R$ 1,41 bilhão, alta de 24% na comparação o mesmo período do ano anterior.

Segundo a Cesp, o crescimento da receita líquida se deu “principalmente pela sazonalização de energia vendida e início das operações de trading pela CESP Comercializadora”.

Caixa e Endividamento

O endividamento bruto em 30 setembro de 2020 era de R$ 1,77 milhões contra R$1,791milhões ao final de 2019.

“Como estratégia da gestão do endividamento, em agosto a CESP captou um montante de R$1,5 bilhão através da emissão da 12ª Debênture de infraestrutura à uma taxa de IPCA+ 4,30% a.a.e prazo de 10 anos”, informou a Companhia.

A posição de caixa e equivalentes de caixa ao final de setembro 2020 era R$ 873milhões contra R$541 milhões em setembro de 2019.

A dívida líquida em 30 de setembro de 2020 era de R$1.099 milhões.