Cesp (CESP3) reverte prejuízo de R$ 158,24 mi e lucra R$ 53,8 mi no 1TRI

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Cesp

A Cesp (CESP3) divulgou nesta quarta-feira (29) seus resultados do primeiro trimestre de 2020.

O lucro líquido no período totalizou R$ 53,8 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 158,2 milhões no mesmo trimestre do ano anterior.

A Cesp explica que o resultado positivo se deve pelo aumento da receita com venda de energia e pela redução nos custos de energia comprada.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebtida, na sigla em inglês) ajustado somou R$ 336,2 milhões, um aumento de R$ 294 milhões em relação ao primeiro trimestre de 2019.

De acordo com a Cesp, o aumento no Ebtida ajustado é explicado, principalmente, pela redução dos custos e despesas advindos majoritariamente da redução de 63% no custo com energia comprada e pelo início das operações da CESP Comercializadora.

A margem Ebtida atingiu 73%, alta de 61 pontos percentuais.

O resultado financeiro líquido foi uma despesa de R$ 109 milhões, um aumento de 111% sobre as perdas do primeiro trimestre de 2019.

A empresa atribui o resultado ao crescimento da provisão de litígios, despesas financeiras.

O que você verá neste artigo:

Operacional

A receita líquida da Cesp alcançou a cifra de R$ 460,5 milhões no primeiro trimestre de 2020, um avanço de 30% em comparação com primeiro trimestre de 2019.

Segundo a companhia, o resultado foi influenciado principalmente pelo aumento das operações de trading pela CESP Comercializadora, o efeito da sazonalidade da energia vendida, pela atualização de contratos em dólar e aumento do volume de venda.

No primeiro trimestre de 2020, a companhia gerou R$ 242 milhões de fluxo de caixa operacional após serviço da dívida, com o índice de conversão de caixa de 72% e R$ 209 milhões de fluxo de caixa livre no mesmo período.

Os custos e despesas totalizaram R$ 251,7 milhões, uma redução de 45%.

A companhia explica que redução dos custos e despesas foi devido a redução da energia comprada, diminuição do número de funcionários e mudança no perfil profissional e queda nos contratos de serviços de terceiros, materiais e aluguéis.

Dívida

A dívida líquida da Cesp encerrou março em R$ 1,067 milhões.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida / Ebtida ajustado, ficou em 1 vez ao final do primeiro trimestre de 2020.

CAPEX

No primeiro trimestre de 2020, a Cesp investiu R$ 2 milhões. Os aportes foram destinados majoritariamente para manutenção de usinas hidrelétricas.

Coronavírus

Até o momento, a Cesp não teve impacto material em suas operações e liquidação de direitos devido ao coronavírus.

Mas ressalta sua preocupação com um possível aumento da inadimplência de clientes e demais contrapartes na compra e venda de energia.