Centrão espera manter acordo para derrubar vetos ao Orçamento impositivo

Walter Niyama
Jornalista formado pela ESPM-SP, possui passagens pelo Diário do Centro do Mundo e já trabalhou na assessoria de imprensa da Secretária de Estado da Saúde de São Paulo. Também tem textos escritos para o site Torcedores. É idealizador do site de jornalismo Converge e colunista no Nerdssauros. É também autor de três romances publicados.
1

Crédito: Reprodução/Wikipedia

Os partidos de Centro, o Centrão, quer manter o acordo com o governo para derrubar os vetos ao Orçamento impositivo. Vale ressaltar que eles tem decidido as votações na Câmara. Três líderes do grupo informaram ao portal Poder360 que esperam manter o acerto assim.

O posicionamento de voto de confiança vem em um momento conturbado entre governo e congresso. A relação entre os poderes, já desgastada, ficou ainda mais tensa. Isso porque o presidente da República, Jair Bolsonaro, compartilhou um vídeo no WhatsApp.

Nele ele endossa e apoia as manifestações planejadas para o dia 15 contra o Congresso. Isso acarretou em reações negativas até mesmo entre pessoas de direita e aliados.

Conquiste sua Independência Financeira. Conheça os 4 Pilares para Investir

Orçamento impositivo

O Orçamento impositivo diminui o poder do governo de controlar a liberação de emendas. Além disso, ele também dificulta a contensão de gastos. Bolsonaro vetou trechos da regra. Entre os vetos está a parte que dispõe sobre cerca de R$ 30 bilhões. Dinheiro este que, caso o veto seja derrubado, será administrado pelo pelo relator do Orçamento, deputado Domingos Neto (PSD-CE).

Por enquanto, o veto é mantido pelo acordo. Mas o governo precisa enviar um projeto ao Congresso mostrando onde o dinheiro será aplicado. Isso faz parte do acerto.