CDI: A obsessiva busca pelo maior percentual

Juliano Custodio
CEO da EQI.
1

Foto: executivos-pesquisando

[dropcap]D[/dropcap]iariamente recebemos questionamentos de clientes que procuram investimentos com rentabilidade de 1% ao mês.

Os míticos 1% ao mês são buscados como se fossem o Santo Graal dos investimentos, mas o que poucos entendem é que não devemos pensar investimentos desta forma.

Ainda é possível ganhar 1% ao mês?

Sim, ainda é possível ganhar 1% ao mês, mas você vai ter que correr riscos que nem sempre combinam com o seu Perfil de Investidor.

[banner id=”teste-perfil”]

Ganhar 1% ao mês seria o mesmo que ganhar 12% ao ano, e nos níveis atuais da SELIC de 7% esta tarefa ficou bastante difícil.

E o caminho hoje é separar parte de seus investimentos para ativos de Renda Variável, dentre eles principalmente as os investimentos em ações.

Se você nunca investiu em ações, sugiro fortemente que você comece com uma mínima parcela do seu capital, ou que melhor ainda comece por investir em Fundos de Ações.

Juros Reais e Juros Nominais

A meta de ganhar 1% ao mês, ficou na cabeça dos brasileiros como meta de rentabilidade, mas eles estão se esquecendo de um fator muito importante: A Inflação.

A menos de 2 anos, vivíamos em uma época de SELIC em 14% ao ano ( quando era fácil ganhar 1% ao mês), mas com inflação de 10% ao ano. O que gerava um juros Real de 4%.

Nesta época poucos se preocupavam com a rentabilidade de seus investimentos, já hoje com SELIC em 7% e inflação de 2,5%. Todos se preocupam de estar ganhando pouco.

Porém, estamos ganhando um juro real maior, já que 7% – 2,5% = 4,5%. De forma que não há motivo para toda esta preocupação.

O que o Investidor deve se preocupar é em conseguir mais de 5% de Juros Reais ao ano e não em ganhar 1% ao mês de juros nominais, ou 12% ao ano.