CCR (CCRO3) lucra 19% a menos no balanço do primeiro trimestre

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Divulgação

A CCR (CCRO3), companhia de concessões de infraestrutura da América Latina, reportou um lucro líquido de R$ 289,7 milhões no primeiro trimestre de 2020.

Os números representam uma retração de 19,1% na comparação com o mesmo período de 2019, quando registrou lucro líquido de R$ 358,1 milhões.

Ainda no primeiro trimestre de 2020, o Ebitda (lucro antes juros, impostos, amortização e depreciação) ajustado foi de R$ 1,46 bilhões, alta de 6,1% sobre a base anual, com R$ 1,38 bilhões no primeiro trimestre de 2019.

Já a receita líquida nos primeiros três meses de 2020 também apresentou avanço, em 8,2%, passando de R$ 2,205 bilhões no primeiro trimestre de 2019 para R$ 2,387 bilhões no mesmo período de 2020.

O resultado financeiro entre janeiro e março de 2020 foi negativo em R$ 371,7 milhões contra R$ 311 milhões negativos no primeiro trimestre de 2019.

De acordo com o balanço publicado pela companhia nesta quinta-feira (14), o tráfego consolidado apresentou aumento de 4,2%. Excluindo-se a ViaSul, houve decréscimo de 1,4%.

Baixe a planilha e faça você mesmo o rebalanceamento da sua carteira de investimentos

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

Endividamento

A dívida líquida consolidada (IFRS) da CCR atingiu R$ 13,8 bilhões em março de 2020.

Já o indicador dívida líquida/Ebitda ajustado (últimos 12 meses) atingiu 2,4 x.

Impactos Covid-19

O isolamento social provocado pela expansão da Covid-19 causou impactos que se intensificaram a partir de março. Dessa forma, no acumulado do ano (até 7 de maio) o fluxo de veículos nas rodovias apresentou um recuo de 4,5%.

Nos segmentos de aeroportos e mobilidade urbana as quedas foram de 25,9% e 33,8%, respectivamente.