CCR (CCRO3) informa sobre movimentação em rodovias

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor

Crédito: Reprodução / Facebook / CCR

A CCR (CCRO3) divulgou nesta sexta-feira (22) os dados da semana, de 15 a 21 de maio, do tráfego nas rodovias operadas pela companhia. Com relação ao mesmo período de 2019, houve uma queda de 15%, em virtude da crise provocada pelo novo coronavírus, que impôs medidas restritivas de circulação de pessoas e restringiu viagens.

Na NovaDutra, rodovia que liga as duas maiores cidades do país, São Paulo e Rio de Janeiro, a queda foi de 24,6%, sendo 8,6% de veículos comerciais e 50,3% de carros de passeio.

No acumulado do ano, até 21 de maio, todas as rodovias CCR tiveram uma queda de 5,6%, sendo 4,8% comercial e 17,% de carros de passeio.

CCR aéreo

O impacto do novo coronavírus nos aeroportos foi mais forte. No acumulado do ano, houve uma queda de circulação de 39,1% na relação com o mesmo período, até 21 de maio, de 2019.

A CCR é responsável pela gestão do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, Minas Gerais. “O aeroporto, por onde transitam 10,6 milhões de passageiros por ano, é o quinto do país e está estrategicamente localizado entre os principais centros consumidores. A operação da BH Airport marca o ingresso do Grupo CCR no segmento aeroportuário nacional”, lembra a empresa.

ViaOeste tem queda de 12,9% no ano

A ViaOeste (Concessionária de Rodovias do Oeste de São Paulo), da CCR, divulgou o balanço do tráfego em seu sistema de rodovias que envolve a Raposo Tavares e a Castelo Branco, ambas em São Paulo, e houve queda de 12,9% no acumulado do ano, até 21 de maio, em relação ao mesmo período de 2019.

Na comparação de 15 a 21 de maio de 2019 a 2020, houve restração de 26,4%, incluindo veículos comerciais (baixa de 0,6%) e de passeio (baixa de 43,6%).