CCR (CCRO3) informa que tráfego em suas rodovias caiu 5,1%

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor

Crédito: Reprodução / Facebook / CCR

A CCR (CCRO3) informou nesta sexta-feira (15) que a movimentação nas rodovias sob seu gerenciamento caiu 5,1% no acumulado do ano até 14 de maio, em relação ao mesmo período em 2019. O veículos de passeio teve redução de 15,9% neste período e os veículos comerciais apresentaram alta de 4,7%.

No período de 8 a 14 de maio de 2020, em comparação ao mesmo período de 2019, houve uma queda 18,9%, como reflexo já da pandemia do novo coronavírus.

Números da CCR

As principais rodovias das CCR tiveram quedas expressivas na movimentação por seus pedágios.

A AutoBan, que nomeia o sistema Anhanguera-Bandeirantes, que serve o interior de São Paulo imediatamente ao redor da capital paulista, apresentou, no acumulado do ano, queda total de 11,2%, sendo baixa de 23,0% em veículos de passeio e alta de 0,2% nos comerciais.

Na semana de 8 a 14 de maio, a baixa foi ainda maior, 24,5%, sendo 51,39% de redução em veículos de passeio e uma alta de 1,4% em comerciais.

A ViaOeste, o sistema Castello Branco-Raposo Tavares, que liga a capital paulista ao oeste do estado, teve queda acumulada no ano de 12,1%, sendo baixa de 20,8% em veículos de passeio e alta de 1,4% em comerciais.

Na semana de 8 a 14 de maio, a baixa também foi maior, como na AutoBan, só que de 30,4%, sendo que tanto os veículos de passeio, quanto os comerciais tiveram baixa, respectivamente, de 47,1% e 3,7%.

A NovaDutra, a rodovia mais importante do país, ligando Rio de Janeiro a São Paulo, teve baixa de 11,6%, sendo 23,0% em carros de passeio e 3,9% nos comerciais.

Na semana terminada nesta quinta-feira (14), a queda foi de 28%, com baixa de 51,5% nos automóveis de passeio e 12,7% nos comerciais.

Aeroportos

Desde a semana de 13 a 19 de março, a movimentação nos aeroportos administrados pela CCR vem caindo. Naquela semana, havia uma queda de 20% no número de passageiros.

A movimentação, por conta da pandemia do novo coronavírus, foi caindo abruptamente, até chegar a 96% na semana de 8 a 14 de maio, em relação ao mesmo período de 2019.

LEIA MAIS
CCR (CCRO3) lucra 19% a menos no balanço do primeiro trimestre

CCR (CCRO3): tráfego em concessões desaba neste início de maio