CCR (CCRO3) emitirá debêntures; Algar esclarece interesse na Oi (OIBR3)

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Divulgação / Grupo CCR

A CCR (CCRO3) informou nesta quarta-feira (22) que a concessionária do Sistema Anhangüera-Bandeirantes, conhecida como Autoban, aprovou a realização da oferta pública de distribuição da 11ª emissão de debêntures simples.

Na operação da emissão de até 390 mil debêntures, a CCR dá garantia adicional com condição suspensiva, em forma de fiança.

Cada debênture tem valor nominal unitário de R$ 1 mil, totalizando um montante de R$ 390 milhões, com prazo de 3 anos, sob a coordenação do Banco J.P. Morgan e do Banco Santander do Brasil.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

Os recursos obtidos por meio da emissão serão destinados ao reforço de caixa para atendimento dos compromissos da companhia.

Algar Telecom esclarece notícia sobre interesse na Oi (OIBR3)

A Algar Telecom esclareceu nesta quarta a menção em recentes matérias divulgadas na mídia sobre um possível interesse no negócio móvel da Oi (OIBR3).

Em nota, a empresa afirma que está “continuamente estudando e avaliando oportunidades de aquisições, parcerias e outras alternativas estratégicas que sejam compatíveis com o seu plano de negócios e que possam criar valor aos seus acionistas”.

“Nesse sentido, é parte de sua rotina avaliar tais oportunidades à medida que elas se apresentem”, afirma.

A Oi (OIBR3) entrou com pedido de recuperação judicial em 2016. Há dois dias, a TIM (TIMP3), Vivo (VIVT4) e a Claro fizeram proposta conjunta pela unidade de telefonia móvel da Oi.

O negócio envolve quase 37 milhões de clientes nessa unidade, além do direito de uso de espaço em imóveis e torres e os termos de uso de radiofrequência.

Com os rumores, os papéis da Oi chegaram a subir 9,09% na segunda-feira, dia 20 – embora isso pouco queira dizer, já que cada ação ordinária da empresa está cotada a R$ 1,34.

Só em julho, com essas negociações em especulação, a Oi ganhou 11,67%.