CCP (CCPR3) e SulAmérica (SULA11) anunciam novos executivos

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: CCP

A Cyrela Commercial Properties (CCPR3) comunicou que celebrou um memorando não vinculante para formação de uma joint venture de controle compartilhado com a SPX Gestão de Recursos.

O objetivo da parceria é a constituição e o desenvolvimento de uma nova gestora de recursos que deverá gerir fundos de investimentos destinados à aplicação de recursos em ativos imobiliários.

A CCP informou ainda que a nova gestora será liderada pelo Sr. Pedro Marcio Daltro dos Santos, que apresentou ao Conselho de Administração o seu pedido de renúncia ao cargo de diretor presidente da Companhia, permanecendo no cargo até 12 de fevereiro de 2021.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a soluções customizadas de acordo com seu perfil

Os Conselheiros elegeram então o Sr. Thiago Kiyoshi Vieira Muramatsu, atual diretor financeiro e de Relações com Investidores da Companhia para, após a saída do Sr. Pedro Daltro, ocupar, de forma cumulativa, o cargo de diretor presidente da Companhia.

SulAmérica (SULA11) tem novo diretor presidente

O Conselho de Administração da SulAmérica (SULA11) comunicou que tomou conhecimento da decisão do Sr. Gabriel Portella Fagundes Filho de não renovar seu mandato como diretor presidente da Companhia.

Assim sendo, foi indicado o nome de Ricardo Bottas Dourado dos Santos, atual diretor vice-presidente de controle e de relações com investidores para a posição de diretor presidente da Companhia após o término do mandato do Sr. Gabriel Portella, em 29/03/2021.

Banco do Nordeste (BNBR3) elege membro do Comitê de Auditoria

O Conselho de Administração do Banco do Nordeste (BNBR3) aprovou nesta quarta-feira (12) o nome do Sr. João Décio Ames como membro do Comitê de Auditoria.

Desse modo, o referido comitê do Banco do Nordeste passará a ter a seguinte composição: Eudes de Gouveia Varela (Coordenador, Débora Santille, Rudinei dos Santos e João Décio Ames.

BK Brasil (BKBR3) comunica que o Morgan Stanley reduziu sua participação acionária para 4,9%

A BK Brasil (BKBR3) recebeu do acionista Morgan Stanley a informação de que, em 06 de janeiro de 2021, o banco reduziu sua participação acionária para patamar inferior a 5% das ações da Companhia.

Dessa forma, o acionista deixa de se qualificar como detentor de participação relevante no capital social da BK Brasil.

A participação societária detida pelo Morgan Stanley alcançou 13.375.497 ações ordinárias, representando 4,9% das ações de emissão da Companhia.