Fundos de Ações

 

Fundos de ações são fundos de investimento que têm como principal fator de risco a variação de preços de ações admitidas à negociação em mercado organizado. Como os demais, contam com um gestor profissional, a quem cabe definir a alocação dos recursos.

Eles são uma forma mais simples de investir na bolsa de valores, já que você não precisa escolher em quais empresas colocar seu dinheiro.

Para aplicar em fundos, você deve abrir uma conta em uma corretora ou banco de  investimentos. Lá, terá toda a assistência para entender os detalhes, as taxas de administração, taxas de performance, as regras de aplicação e resgate, entre outras particularidades.

Ao dar esse primeiro passo, você vai ver que existem diferentes fundos de ações que atendem a inúmeros perfis de risco e tipo de investidor.

Os fundos de investimento em geral são boas escolhas de investimentos quando se objetiva diversificação de portfólio, podendo ter uma exposição a inúmeros ativos, atendendo aos requisitos de concentração estabelecidos na regulamentação.

Nos fundos de ações, essa diversificação é uma vantagem, já que o conhecimento dos gestores permite que eles fujam das ações mais básicas e possam buscar lucros maiores, em papéis desconhecidos dos principiantes.

Por outro lado, se você investe diretamente em ações, tem uma autonomia maior e arca com o peso completo de suas decisões.

Enquanto no mercado à vista a apuração do Imposto de Renda é mensal, nos fundos de ações ela ocorre apenas no resgate, com alíquota de 15% sobre os rendimentos, não havendo cobrança de IOF em nenhum dos casos.

Para quem investe direto no mercado de ações, há outros custos, como as taxas de corretagem e as taxas de custódia, que nem sempre são repassadas para o investidor.

Close