Casa & Video registra primeiro pedido de IPO do ano

Felipe Moreira
Editor na EuQueroInvestir, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional.
1

A Casa & Vídeo registrou o primeira pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) deste ano.

Conforme o prospecto, a empresa realizará oferta primária e secundária de ações.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A Casa & Video pretende utilizar os recursos da oferta primária para investimentos em novas lojas; investimentos na estratégia digital da companhia; investimentos na construção e reforço da marca da empresa; expansão das marcas próprias de produtos; aquisições para expansão do parque de lojas; e reforço do capital de giro.

Na tranche secundária, o acionista vendedor é o Akangatu Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia.

Os coordenadores da oferta são o Banco Itaú BBA, o Santander, o BTG, o Citigroup e a XP Investimentos.

Sobre a Casa & Vídeo

A Casa & Video Brasil é uma das maiores redes de lojas de departamentos dos Estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo, conforme dados da Growth for Knowledge (GFK”), com 8,2% de market share no Rio de Janeiro, considerando o portfólio de produtos que oferece, e é líder no segmento de portáteis e climatização.

É a 2ª marca em Top of Mind do segmento no mercado do Estado do Rio de Janeiro.

Com atuação por meio de lojas físicas, e-commerce e televendas, a Casa & Vídeo possui um portfólio de mais de 7 mil produtos, incluindo utilidades domésticas, celulares, eletroportáteis, ferramentas, itens de decoração, itens de organização e de climatização, entre outros.

Uma marca construída há mais de 30 anos de atuação no varejo, a companhia atende públicos de diferentes classes, contando com uma base de cerca de 7,5 milhões de clientes ativos nos últimos 24 meses, oferecendo um amplo mix de produtos a preços baixos, por meio de canais de venda físicos e digitais integrados, possibilitando conveniência e
diversificação de serviços.

Lojas

A companhia inaugurou mais de 120 lojas desde 2018. No final de 2020, a empresa contava com 151 lojas tradicionais, 62 Lojas Mini e 2 Lojas.Perto.

Atualmente, a Casa & Vídeo trabalha com três formatos de lojas físicas:

  • as lojas tradicionais que contam com tamanho médio de 555 m2 , uma capacidade de até 7 mil unidades de manutenção de estoque (SKUs), alto sortimento deprodutos e um ticket médio de R$ 109,00;
  • as lojas no formato Casa&Video.perto (Lojas.Perto), projetadas para cidades com menos de 70 mil habitantes, que contam com um tamanho médio de, aproximadamente, 200m², cerca de 1 mil SKU’s e ticket médio de R$ 155,00; e
  • lojas no formato Casa&Video Mini (Lojas Mini), que são quiosques em pontos de alta circulação de pessoas, como supermercados, shopping centers ou terminais de transporte, um tamanho médio de 9 m2, cerca de 110 SKU’s e ticket médio de R$ 290,00.

Além disso, iniciou expansão para os Estados de São Paulo e Minas Gerais.

Casa & Vídeo em números

O lucro líquido da Casa & Vídeo totalizou R$ 35,2 milhões em 2020, contra R$ 8,7 milhões de 2019 e R$ 9,3 milhões de 2018.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de R$ 176,3 milhões no ano passado. Em 2019, o Ebitda atingiu R$ 153,7 milhões e no ano anterior somou R$ 80,2 milhões.

A receita líquida totalizou R$ 1,115 bilhão em 2020, ante R$ 1,009 bilhão de 2019 e R$ 967,6 milhões de 2018.

A dívida líquida encerrou 2020 em R$ 110,5 milhões, contra R$ 160,5 milhões de 2019. Enquanto isso, a alavancagem financeira medida pela dívida líquida / Ebitda ficou 0,63 vezes no final do ano passado.

 

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo