Carteira de dividendos: O que é? Vale a pena?

Quem investe em ações certamente já ouviu falar em algum momento em dividendos.

Késia Rodrigues
Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por tecnologia, investimentos e viagens.

Crédito: Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Rawpixel

Trata-se de um valor pago pelas empresas aos seus acionistas em função do lucro que obtiveram em um determinado período.

Os dividendos podem ser, inclusive, uma fonte de renda interessante para aquelas pessoas que investem no longo prazo e desejam atingir a tão sonhada independência financeira.

Mas, como funciona a montagem de uma carteira de dividendos? Vale a pena?

Essas são algumas das perguntas que responderemos ao longo desse post. Mas, primeiro, é importante que você entenda o que são e como funcionam os dividendos, vamos lá?!

O que são dividendos?

Quando uma empresa abre o seu capital e começa a vender ações na Bolsa de Valores, as pessoas que adquirem essas ações passam a ser considerado sócios dessa companhia.

Nesse sentido, uma vez que a organização começa a auferir lucros, os seus acionistas podem receber parte desse lucro por meio dos dividendos.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By amenic181

No Brasil, a legislação aplicável a esse mercado prevê que as companhias de capital aberto estão obrigadas a distribuir pelo menos 25% do seu lucro entre os acionistas em, no mínimo, uma oportunidade a cada ano.

Fazendo uma analogia, os dividendos podem ser comparados a uma “participação nos lucros e resultados (PLR)”, normalmente paga pelas empresas a seus funcionários.

O valor a ser distribuído na forma de dividendos varia de empresa para empresa. Além disso, antes da distribuição é necessário descontar alguns impostos e tributos, tais como o IR e a CSLL.

Existem várias empresas que pagam bons dividendos no Brasil e isso tem aumentado a procura por esse tipo de investimento.

Como é feito o cálculo dos dividendos?

Calcular dividendos é algo relativamente simples, pois basta multiplicar o valor do percentual de dividendos distribuído pela empresa pelo valor de cada ação.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By gargantiopa

Por exemplo: se você adquiriu ações de uma empresa a R$ 100,00 cada e essa companhia distribuiu dividendos anuais de 5%, então basta multiplicar 0,05 × 100. O resultado será o valor dos dividendos, ou seja, R$ 5.

Contudo, não podemos esquecer que o valor do dividendo é pago sobre cada ação. Ou seja, se você possuísse 500 ações da empresa do exemplo acima, o valor total a receber seria de R$ 2.500,00.

Agora, imagine se além dessas 500 ações, você também possuísse outras 100 ações de outra empresa que pagou 8% de dividendos?

E se além dessas duas companhias, você possuísse uma carteira de investimentos repleta de ações de companhias que pagam bons dividendos?

Entende onde queremos chegar?

Esse é o conceito de carteira de dividendos, uma estratégia bastante utilizada pelos grandes investidores, tais como Warren Buffett.

O que é uma carteira de dividendos

Como o próprio nome deixa entender, uma carteira de dividendos é nada mais que uma carteira de investimentos em que estão ações de companhias consideradas boas pagadoras de dividendos.

Uma das características mais importantes desse tipo de investimento é que a carteira deve ser montada preferencialmente com ações de empresas que oferecem baixo risco. Além disso, o foco do investidor deve estar no médio e no longo prazo.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Rawpixel

Esse tipo de investimento oferece uma série de vantagens, pois o investidor não precisa se preocupar com a constante oscilação do mercado de ações.

Uma vez montada a sua carteira de dividendos, o que você precisa fazer é apenas esperar para receber os valores pagos pelas empresas.

Como é feita a montagem de uma carteira de dividendos

Montar uma boa carteira de dividendos para garantir os melhores retornos no futuro é uma tarefa que requer conhecimento e dedicação por parte do investidor.

Como o mercado financeiro costuma ser bastante sensível a uma série de fatores, em muitos casos o valor dos dividendos pagos pelas empresas pode oscilar bastante.

No entanto, a boa notícia é que as empresas têm buscado agradar cada vez mais os seus acionistas que investem apostando em dividendos, pois são eles que ajudam a companhia a conseguir recursos para crescer e gerar mais lucro.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Uma das formas de saber se uma empresa paga bons dividendos é por meio da análise do seu histórico de pagamentos.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By dolgachov

Existem empresas que pagam ótimos dividendos em um ano, mas passam dois ou até três anos sem pagar nada a seus acionistas.

Logo, para quem deseja viver de dividendos, escolher empresas com históricos de falhas nos pagamentos de dividendos pode ser algo bastante prejudicial.

Também é importante observar a periodicidade de pagamentos dos dividendos, pois existem organizações que distribuem dividendos entre os seus acionistas mais de uma vez a cada ano.

Essas companhias são excelentes opções na hora de montar uma carteira de dividendos.

Outro fator que pode determinar o pagamento de dividendos mais altos é a necessidade de investimento da organização.

Geralmente, empresas maiores e já consolidadas no mercado podem pagar dividendos mais altos a seus acionistas, pois o seu fluxo de caixa também é mais alto.

Por fim, vale dar destaque a uma dica de ouro quando o assunto é investimentos: a diversificação.

Quem deseja viver de dividendos um dia deve ter em mente que investir todo o seu capital em uma única empresa é uma péssima estratégia, quase um “tiro no pé”.

Ao fazer isso, você ficará “refém” daquela companhia, ou seja, se o valor distribuído a título de dividendos for menor, então você poderá sofrer as consequências em seu bolso.

Assim, o melhor a ser feito para montar uma excelente carteira de dividendos é diversificar ao máximo e escolher ações de companhias que são consideradas boas pagadoras de dividendos.

Para isso será necessário que você estude o mercado, pesquise sobre as companhias e adquira ações por meio de uma corretora.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By vadymvdrobot

Tributação sobre dividendos

Quando uma empresa divide o seu lucro entre os acionistas, os impostos que devem ser pagos já foram pagos pela organização.

Logo, o valor que é efetivamente distribuído entre os acionistas na forma de dividendos é livre de impostos.

Na prática, isso significa mais dinheiro no bolso do investidor, que não precisará se preocupar em deduzir tributos como Imposto de Renda sobre o valor recebido.

No entanto, vale lembrar que essa isenção nos tributos sobre dividendos é válida apenas para pessoas físicas, pois as pessoas jurídicas detentoras de ações ainda pagam alguns impostos.

A isenção tributária é uma das principais vantagens dos dividendos sobre outra forma de distribuição de lucros comuns nas empresas: os juros sobre o capital próprio (JCP).

Neste caso, os acionistas devem arcar com um abatimento de 15% a título de Imposto de Renda, que é retido diretamente na fonte.

Em função dessa tributação, algumas empresas costumam pagar JCPs maiores aos seus investidores para que possam continuar a realizar os seus investimentos.

Dividendos e os juros compostos

Se os investimentos pudessem ter um melhor amigo, este certamente seria os juros compostos.

Isso porque os juros compostos são os famosos “juros sobre juros”, ou seja, os juros que podem se acumular sobre o capital investido e, também, sobre os juros que já foram pagos anteriormente.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By stevanovicigor

Os juros compostos permitem aumentar significativamente o rendimento dos investimentos com o passar do tempo.

Por exemplo: se você investiu R$ 100 a uma taxa de juros de 10%, receberá ao final do primeiro ciclo o valor de R$ 10. Já no final do segundo ciclo, os juros não incidirão apenas sobre o capital inicial, mas sobre o valor total do investimento que, agora, é de R$ 110.

Ou seja, nesse exemplo, no segundo ciclo você receberia juros de R$ 11 e não mais de R$ 10 como no primeiro ciclo. Isso vai se repetindo a cada ciclo enquanto você possuir o investimento.

Para usar os juros compostos ao investir em com foco em dividendos, basta utilizar o valor que você recebeu a título de dividendos para adquirir mais ações.

Lembra-se que falamos que o valor do dividendo é pago por ação? É justamente aí que você ganha ao utilizar essa estratégia.

Imagine que no primeiro ano você tenha adquirido 100 ações de uma companhia e que, ao receber os dividendos, tenha usado esse dinheiro para adquirir mais 10 ações dessa mesma companhia.

Ao receber os dividendos no segundo ano, o valor do dividendo recebido será maior, pois você agora tem 110 ações dessa companhia.

Assim, ao fazer isso durante alguns anos, o valor que você receberá de dividendos irá aumentar consideravelmente, pois a quantidade de ações em sua carteira também será maior.

Conclusão

Ao longo deste post você percebeu que uma carteira de dividendos é uma maneira de se obter bons lucros com ações no longo prazo.

O menor risco envolvido nesse tipo de investimentos é algo que tem atraído uma série de pessoas para esse mercado, principalmente aquelas que costumavam investir apenas em renda fixa.

Existem diversas pessoas ao redor do mundo que vivem de dividendos. Entre elas estão os maiores investidores do planeta, tais como Warren Buffett, o que mostra que vale a pena investir com foco em dividendos.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Rawpixel

Atingir essa independência financeira requer muito estudo e dedicação de sua parte, pois é importante conhecer o mercado e escolher as empresas consideradas as melhores pagadoras de dividendos.

Além disso, outra dica de especialistas é buscar por organizações que sejam bem administradas, tenham um bom lucro e que já estejam consolidadas no mercado em que atuam.

A estratégia dos juros compostos pode ser uma das mais importantes aliadas para quem deseja viver de dividendos um dia, pois permite obter ganhos maiores no futuro.

Lembre-se que o mercado de ações está sempre sujeito a algum risco e isso é algo inevitável.

Por esse motivo você deve escolher bem as empresas em que irá aplicar o seu dinheiro, pois essa é a principal estratégia para se proteger das oscilações frequentes a que está sujeito o mercado financeiro.

[youtube embed=”P27zrIVS0XA” ]

Quando e onde investir

O primeiro passo sempre será conhecer seus limites, sua tolerância a risco. Não entender seus próprios limites pode levá-lo a tomar as piores decisões com seus investimentos.

Por este motivo, sugerimos que todo investidor - experiente ou iniciante - conheça seu perfil. Se busca obter ganhos mais altos aceitando certa volatilidade ou se prefere maior segurança com retornos garantidos.

Entender mais profundamente o seu perfil como investidor e seus objetivos quanto a prazos de investimentos é uma tarefa um pouco mais sofisticada que um teste feito em qualquer ferramenta na internet, exige uma análise mais criteriosa e dedicada para cada pessoa.

os perfis de investidores

Para ter uma visão precisa do perfil é preciso considerar histórico como investidor, fatores pessoais e até profissionais que um teste da internet não considera.

Esta é a função do Assessor de Investimentos

Entender o investidor em uma profundidade maior que um teste de perfil na internet. É a nossa função como uma empresa especializada em educação financeira.

O primeiro passo é fazer uma conversa de 5 a 10 minutos com um membro da nossa equipe para levantar as primeiras informações e então agendar a conversa com um Assessor de Investimentos. É ele quem vai se aprofundar no seu histórico como investidor, seu momento de vida, seus planos futuros e então te indicar para produtos recomendados para seu perfil de investidor.

Confirme seus dados no formulário abaixo e nossa equipe vai entrar em contato com você para fazer a avaliação de seu perfil e avaliar o alinhamento com seus atuais investimentos.