B3 (B3SA3): financiamento de carros novos e usados cai 9,6% em 2020

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução / Pixabay

A B3 (B3SA3) analisou de maneira positiva os números que mostram como foi o financiamento de carros novos e usados durante o ano de 2020.

Segundo os dados divulgados nesta quinta-feira, o ano fechou com queda de 9,6% em relação a 2019, mas em alta no comparativo com os anos de 2017 e 2018.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

Foram financiados 5,53 milhões de carros, motos e veículos pesados em 2020, contra 6,11 milhões em 2019, 5,48 milhões em 2018 e 5,1 milhões em 2017. A maior queda do ano passado em relação ao anterior foi nos financiamentos de carros novos (20%). Entre os usados, a redução ficou em 3,3%.

“Ainda que 2020, no acumulado, tenha registrado queda em comparação com 2019, o volume de financiamentos do último semestre do ano passado sugere uma trajetória de recuperação”, avaliou Tatiana Masumoto Costa, superintendente de Planejamento da B3, ao G1.

Expectativa para financiamento de carros em 2021 é boa

De acordo com a executiva da B3, os números mais recentes do financiamento de carros, novos ou usados, deixou um gostinho de “quero mais” para o setor em 2021.

Em dezembro, houve crescimento de 7,4% nos financiamentos, equivalente a 603 mil unidades. Na comparação com o ano anterior, isso significou um crescimento de 9,1% em cima dos 561 mil negócios fechados na oportunidade.

Tatiana acredita que a recuperação “poderá ser confirmada nos primeiros meses de 2021, a depender das condições macroeconômicas e da recuperação dos mercados impactados pela pandemia”.

Segundo os dados divulgados nesta quinta, o prazo médio dos financiamentos também ficou maior em 2020. Ele passou de 43,5 meses (em dezembro de 2019) para 45 meses.

Os financiamentos de carros por leasing, por sua vez, caíram 26,7% em dezembro. Na contramão, houve aumento de 12,8% nos consórcios e de 7,1% no CDC, responsável por representar 88,9% do total de financiamentos no País. Os consórcios são responsáveis por 10,4%, enquanto o leasing fica com 0,2%.

Leia também: Vacina e Nova York impulsionam, e Bolsa passa dos 121 mil pontos nesta quinta

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.