Care Caledonia (HCAR3) pode movimentar R$ 1,1 bilhão com IPO

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

O grupo de saúde Hospital Care Caledonia pode movimentar R$ 1,1 bilhão com seu IPO (Oferta Pública Inicial).

A empresa registrou o prospecto preliminar da oferta nesta quarta-feira (31) na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Sob o código HCA3, a empresa foi criada em 2017 em Campinas, SP, e havia pedido o registro da oferta de ações em fevereiro.

A operação será coordenada por Itaú BBA, BTG Pactual, Bank of America e XP.

Destinação dos recursos

O valor de R$ 1,1 bilhão que pode ser movimentado no IPO da Care Caledonia reflete a expectativa de venda integral do lote base de quase 42 milhões de ações ao preço de R$ 25,50, no centro da faixa que vai de R$ 22,50 a R$ 28,50.

Segundo a Reuters, a maior parte dos recursos, cerca de R$ 790 milhões, correspondem à venda de ações novas, recursos que vão para o caixa da empresa, para expansão orgânica e aquisições.

O restante do valor arrecadado será de ações detidas pelo Abaporu, veículo de investimentos da família de Elie Horn, fundador da Cyrela, e pelo fundo de private equity Crescera Capital.

Há a possibilidade ainda de lotes adicionais, em 35% do lote base.

O preço por ação será fixado em 20 de abril. E as ações estreiam na Bolsa em 23 de abril.

Sobre o Care Caledonia

O Caledonia usa um conceito que agrega hospitais, clínicas e plano de saúde, sistema explorado por empresas como Hapvida e Notre Dame Intermédica; que permite ganho de eficiência e redução de custos em relação ao processo fragmentado do modelo tradicional, segundo a companhia.

O Caledonia tem hoje cinco desses hubs em Campinas, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto, além de Florianópolis (SC) e Curitiba (PR).

A rede conta com 11 hospitais, 1.206 leitos e 24 clínicas e centros médicos, além de duas operadoras de saúde com cerca de 102 mil vidas. Outro hub deve ser aberto em Sorocaba (SP).

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo