Câmara pode votar nesta quinta-feira plano de socorro aos estados

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo
1

Crédito: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados pode votar, nesta quinta-feira (9), o plano de socorro aos estados devido a crise gerada pela pandemia de coronavírus. O alívio financeiro seria a curto prazo e sem contrapartida dos mandatários, com o respaldo do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), informa o Valor Econômico.

A equipe do Ministério da Economia, liderada por Paulo Guedes, projeta um rombo fiscal de R$ 180 bilhões, sendo R$ 35 bilhões gastos para recuperar perdas de arrecadação do ICMS, e mais R$ 50 bilhões para garantia de empréstimos.

Em defesa do plano, Maia alega que “não há nada de exorbitante”. O presidente da Câmara afirma que as contas do governo não batem com o que os entes federados precisam para enfrentar a crise.

Em março, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atendeu às demandas dos governadores e anunciou o pacote de R$ 88 bilhões para fortalecer estados e municípios. Além disso, o Tesouro Nacional deverá dar garantias para operações de crédito, mesmo para os estados com baixa condição de pagamento.