Caixa Seguridade informa que retomou discussão para IPO

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Flickr

A Caixa Seguridade comunicou na noite de quinta-feira (17) que sua controladora, a Caixa Econômica Federal, decidiu retomar as discussões referentes ao processo de oferta pública inicial (IPO) da companhia.

Inicialmente, o processo de registro da oferta pública secundária havia sido anunciado em 21 de fevereiro de 2020.

Entretanto, a CEF decidiu paralisar o processo de IPO em 11 de março.  Motivada, sobretudo, pelas fortes oscilações enfrentadas pelo mercado decorrentes da pandemia.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

A abertura do capital da seguradora vem sendo anunciada deste 2017 e é uma das mais esperadas até agora.

A companhia estima captar recursos no montante de R$ 10 bilhões.

A Caixa Seguridade informou ainda que “continuará mantendo o mercado informado, nos termos da regulamentação vigente, a respeito da evolução dos assuntos relacionados às potenciais Oferta e Listagem”.

Sobre a companhia

No ano passado, a Caixa Seguridade reportou um lucro líquido de R$ 1,536 bilhão, um avanço de 4% sobre 2018.

Já no quarto trimestre de 2019, o lucro líquido recorrente atingiu R$ 474 milhões. Alta de 16,4% na comparação com igual período de 2018.

O IPO está sendo coordenado pelo próprio banco público em conjunto com o Morgan Stanley, Bank of America, Itaú BBA, Credit Suisse e Banco do Brasil.