Caixa registra lucro de R$ 3 bilhões no 1TRI20, queda de 7,5%

Felipe Alves
null
1

Crédito: Agência Brasil/Divulgação

As várias ações para mitigar os impactos do coronavírus no Brasil também afetaram os números da Caixa do primeiro trimestre de 2020. Neste período, o banco obteve queda de lucro líquido recorrente de 7,5% em relação ao início de 2019 e registrou R$ 3,04 bilhões.

Os dados do resultado do primeiro trimestre de 2020 da Caixa foram divulgados nesta quinta-feira (21).

De janeiro a março de 2019 a Caixa havia lucrado R$ 3,29 bilhões.

O resultado operacional da Caixa teve uma elevação de 4%. Subiu de R$ 3,76 bilhões (1º trimestre de 2019) para R$ 3,91 bilhões (1º trimestre de 2020).

Já a margem financeira do banco caiu 13,9%. Ou seja, saiu de R$ 12,3 bilhões no início do ano passado para R$ 10,6 bilhões nos primeiros meses de 2020.

O ROE (retorno sobre o patrimônio líquido) subiu na comparação dos períodos. De janeiro a março de 2020 o ROE da Caixa foi de 14,4% ante 12,4% no mesmo período do ano passado.

Caixa tem lucro 7,5% menor no balanço do 1TRI20

 

Maior liquidez

A Caixa aumentou sua liquidez no último ano. Passou, assim, de R$ 296,69 bilhões no primeiro trimestre de 2019 para R$ 329,25 bilhões nos primeiros meses de 2020.

As despesas administrativas do banco caíram de R$ 8,02 bilhões (1º trimestre de 2019) para R$ 7,88 bilhões entre janeiro e março de 2020.

O índice de inadimplência da Caixa foi de 3,14% entre janeiro e março de 2020. No mesmo período de 2019 este índice foi de 2,47%.

Já as receitas com prestação de serviços e tarifas bancárias registraram baixa de 0,7% na comparação do período. Caindo, assim, para R$ 5,794 bilhões.

 

Impactos do coronavírus

A Caixa também divulgou os números consolidados do primeiro trimestre do programa de auxílio emergencial por conta do coronavírus. Ou seja, os valores que foram desembolsados durante a pandemia e que não estavam previstos.

Foram pagos R$ 37,1 bilhões para 52,3 milhões de brasileiros na primeira parcela.

A segunda parcela foi de R$ 12,8 bilhões e foi paga para 18 milhões de pessoas.

A Caixa registrou no primeiro trimestre de 2020 mais 101,2 milhões de cadastros processados.

Assim, no total, a Caixa desembolsou no período R$ 154 bilhões com ofertas de crédito. Com a queda da taxa Selic, a instituição teve uma redução de até 62,3% nas taxas de juros.

Outros R$ 7,5 bilhões foram destinados às micro e pequenas empresas através de parceria com o Sebrae. E R$ 43 bilhões foram disponibilizados para o mercado imobiliário.

Por fim, mais R$ 3,7 bilhões foram destinados a financiar Estados e municípios.