Caixa anuncia nova linha de crédito de R$ 43 bilhões para o setor imobiliário

Marcelo Hailer Sanchez
Jornalista, Doutor em Ciências Sociais (PUC-SP) e Mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP). Pesquisador em Inanna (NIP-PUC-SP). Trabalhei nas redações do Mix Brasil, Revista Junior, Revista A Capa e Revista Fórum. Também tenho trabalhos publicados no Observatório da Imprensa e revista Caros Amigos. Sou co-autor do livro "O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente" (AnnaBlume).

Crédito: Edifício-sede da Caixa Econômica Federal, em BrasíliaValter Campanato/ Agência Brasil

Para conter o dano econômico causado pela pandemia no setor imobiliário, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, por meio de uma transmissão ao vivo na internet, anunciou, nesta quinta-feira (9), que o banco vai disponibilizar R$ 43 bilhões em novas linhas e que haverá carência de seis meses de pagamento para pessoas físicas e empresas.

Guimarães recordou que, anteriormente a instituição anunciou há duas semanas de R$ 111 bilhões em novas linhas e que também já emprestaram mais de R$35 bilhões. O presidente da Caixa afirmou que a linha de R$ 43 bilhões, anunciada hoje, é o “carro-chefe” e que, somada às outras iniciativas, tem-se um total de R$ 154 bilhões. O que, para o representante do banco, é um “volume extremamente relevante”.

Durante a transmissão, Pedro Guimarães fez questão de ressaltar que a medida anunciada hoje (9) e anteriores tem como objetivo evitar demissões e que mais de 530 mil unidades habitacionais serão construídas. Guimarães também revelou que foi eito um acordo com as construtoras para que os trabalhadores não sejam demitidos.

Invista em suas Escolhas. Conheça os Melhores Investimentos 2021.