Cadeias de suprimentos devem deixar a China após a pandemia, diz Mobius

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/

A crise do coronavírus ressaltou a dependência das cadeias globais de suprimentos em relação à China. Mas companhias de todo o planeta mudarão seus modelos de negócio para se tornarem menos dependentes dos chineses, segundo investidor Mark Mobius.

O fundador da Mobius Capital Partners, Mobius em entrevista para CNBC nesta terça-feira (21), disse que a crise atual já está levando empresas a pensarem sobre como reduzir os choques de oferta de qualquer natureza no futuro.

“Muitos compradores e muitas pessoas, dependentes da cadeia de suprimentos na China, agora estão pensando bem e estão começando a diversificar sua cadeia de suprimentos o máximo possível para estar mais perto de casa”, disse Mark Mobius.

O investidor afirmou que nos EUA, ”é claro”, haveria preferência por empresas sediadas no país ou em mercados estrangeiros locais como México ou Canadá.

Diversificação

“Mas, no final das contas, acho que haverá uma diversificação em que essas cadeias de suprimentos serão transferidas para lugares como Vietnã, Bangladesh, Turquia e até Brasil, para que essas empresas possam ter uma cadeia de suprimentos mais diversificada”, acrescentou.

Já o analista independente Fraser Howie, em entrevista à CNBC na segunda-feira, também acredita que os governos deverão diminuir sua dependência da China, por mais que “não há como” a China ser ignorada.

Na semana passada, Richard Martin, da IMA Ásia, disse que apesar dos fabricantes de várias indústrias terem iniciado a mudança das operações para fora da China antes do surto de coronavírus, a pandemia estava adicionando “uma virada nacionalista” às considerações sobre a reestruturação da cadeia de suprimentos.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Dependência

Vários setores sofreram pressão em meio à pandemia de coronavírus, visto que sua dependência de economias como a China e limitações na logística internacional impactaram suas cadeias de suprimentos.

Além disso, as medidas restritivas adotadas devido ao coronavírus fizeram com que os volumes produzidos de petróleo fossem superiores ao consumidos pelo mundo. Isso fez com que os preços da commodity negociada nos EUA registrassem a maior queda história.

Para Mobius, vários mercados emergentes se beneficiariam com o declínio do petróleo.

“O preço do petróleo é um grande impulso para vários países de mercados emergentes, como Índia, China e assim por diante – países que estão importando petróleo -, o que são notícias maravilhosas”, disse ele. “Portanto, embora seja ruim para as empresas de petróleo, é ótimo para alguns desses países.”

LEIA MAIS

Veja por que a cotação do petróleo WTI caiu abaixo de zero

Mercado globais operam em baixa, com petróleo em queda