Cade autoriza concorrentes em fusão Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3)

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Divulgaçâo/Localiza

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) autorizou a entrada de quatro concorrentes no processo de fusão entre a Localiza (RENT3) e a Unidas (LCAM3). Essa operação, caso aprovada, pode criar uma gigante do aluguel de veículos. Juntas, as empresas somariam cerca de R$ 60 bilhões em valor de mercado.

De acordo com matéria do jornal O Globo, com a decisão proferida na última segunda-feira (15), a Movida (MOVI3) e outras três empresas do setor poderão participar do processo. Também fazem parte do grupo as empresas Fleetzil (Fleet Solutions), pertencente ao grupo Volkswagen; a Ouro Verde, da Brookfield; e a Ald Automotive, do francês Société Générale.

Cade: proposta de fusão foi submetida no mês passado

As quatro empresas se uniram porque a união da Localiza com a Unidas pode criar uma concentração de mercado. A união das companhias resultaria em um marketshare de aproximadamente 65%.

No último dia 12, uma equipe do BTG Pactual (BPAC11), se reuniu com representantes da Localiza para uma conversa sobre a empresa. Participaram da reunião Rodrigo Tavares, CFO, e Nora Lanari, Diretora de RI da Localiza.

Na ocasião foi discutida a fusão com a Unidas. Foi citado que a apreciação do processo pelo CADE deve ser concluído até o fim deste ano ou começo de 2022.  Na ocasião a Localiza informou estar confiante na aprovação do negócio. Durante a reunião, apontou que a demanda decresceu ligeiramente devido à pandemia da covid-19.

A fusão entre Localiza e Unidas foi aprovada em novembro de 2020 e submetida ao Cade no mês passado.

Porém, logo no início deste mês, a Movida chegou a entrar com um pedido para que o CADE reprovasse a fusão. Esse pedido fez as ações da Localiza e da Unidas registrarem queda. No pregão do Ibovespa do último dia 8, os papéis da Unidas caíram 4,11%. Já a Localiza, registrou baixa de 4,42%.