C6 Bank anuncia isenção da nova tarifa do cheque especial

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Na última sexta-feira (3), o banco digital C6 Bank informou que irá abrir mão da tarifa sobre o cheque especial que entrará em vigor na segunda-feira (dia 6).

Dessa forma, com a decisão os clientes do banco ficarão isentos da tarifa sobre o cheque especial.

Com a medida, o C6 Bank pretende posicionar seus produtos de forma competitiva no mercado.

“O C6 Bank, por exemplo, oferece serviços bancários básicos de graça. Não há cobrança de taxas para manutenção da conta corrente, saques, pagamentos, emissão de boletos, transferências e para emissão de cartão de crédito na modalidade standard.” informou o banco em nota.

Da mesma forma, o Banco do Brasil (BB) e o Itaú Unibanco também se posicionaram ao divulgar isenção sobre as nova tarifa do cheque especial.

Segundo divulgado pelo BB, a isenção tem o objetivo de fortalecer a relação com os clientes. Já o Itaú afirmou que não vai cobrar a tarifa “num primeiro momento”.

Novas regras

Conforme as novas regras, os bancos poderão cobrar tarifa dos clientes com limite de cheque especial superior a R$ 500.

A taxa é de 0,25% sobre o valor que exceder R$ 500, ainda que o cliente não faça uso do cheque especial. Para ilustrar, se um cliente tiver um limite de R$ 3.000, estará sujeito ao pagamento de uma taxa no valor de R$ 6,25 mensal, que equivale a 0,25% de R$ 2.500.

A nova norma foi estabelecida em reunião, em novembro passado, pelo Conselho Monetária Nacional (CMN). Apesar disso, a OAB vem questionando a legalidade dessa nova tarifa.

Além disso, foi estabelecido também na reunião do CMN um teto para os juros do cheque especial. Que não poderão ultrapassar 8% ao mês.

Os bancos têm até 1º de junho para aplicar o teto a seus clientes. Porém o C6 Bank declarou que irá se antecipar ao prazo legal. Nesse sentido, vai oferecer juros limitados a 8% aos clientes já a partir da próxima segunda (6).