BV compra fintech de crédito pessoal do Guiabolso

Luiza Carvalho Lemos Branco
null
1

Crédito: Reprodução / Banco BV

O BV, ex-Banco Votorantim, anunciou nesta quinta (19), a compra do Just, braço de crédito do aplicativo de finanças pessoais Guiabolso. A transação reforça a estratégia do BV de reforçar a presença junto a fintechs e startups em busca da inovação.

O Just oferece crédito pessoal sem garantia usando entre ferramentas de análise o cruzamento de informações de contas bancárias fornecidas pelos tomadores. Desde seu surgimento em 2016, a plataforma originou cerca de R$ 500 milhões em empréstimos em 65 mil transações.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

O valor do negócio não foi informado, mas a compra foi feita por meio da BVx, unidade de negócios de inovação do BV, usando recursos de um fundo criado pelo banco para investimento em startups e negócios ligados a inovação.

Essa é a segunda operação de relevo do BV com fintechs no intervalo de um mês. Em meados de novembro, o banco liderou junto com o General Atlantic um aporte de R$ 400 milhões no banco digital Neon. Assim como ocorria com o Neon antes desse investimento, o BV também já era parceiro operacional do GuiaBolso no Just.

Para o portal 6 minutos e a Reuters, Guilherme Horn, diretor de Estratégia Digital e Inovação do BV, o negócio mostra uma nova fase no chamado crédito online, que se popularizou no Brasil nos últimos anos com a expansão dos bancos digitais.

“As fintechs começaram no Brasil oferecendo crédito com base em dados alternativos, mas esse modelo teve resultados diferentes dos que aconteceram em outros mercados, como nos Estados Unidos”, disse Horn. “Gradualmente, passaram a usar dados de cadastros positivos e, agora, isso deve ser integrado com dados tradicionais usados pelos bancos”, complementou.

O Guiabolso segue prestando serviços de análise de score e perfil financeiro dos consumidores que acessarem o Just e autorizarem a conexão de conta e análise.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.