Burger King (BKBR3) reabre 75% das lojas

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Divulgação / Burger King

O Burger King (BKBR3) informou  nesta sexta-feira (3) que aproximadamente 75% de suas lojas, das marcas Burger King e Popeyes Louisiana Kitchen, encontram-se em operação.

As decisões para as retomadas são analisadas individualmente por um Comitê multidisciplinar e seguem todas as recomendações Municipais e Federais no que diz respeito às condições de funcionamento de suas operações.

Apesar do fechamento dos salões realizado em 23 de março de 2020, o Burger King segue acelerando as vendas nos canais Delivery e Drive-Thru.

De acordo com a empresa, o processo de retomada das operações permanece sendo avaliado diariamente pelo comitê. Dessa forma, o número de aberturas poderá ter oscilações a depender dos desdobramentos da pandemia.

Burger King tem prejuízo de R$ 55,6 mi no 1TRI20

O prejuízo líquido foi de R$ 55,6 milhões, revertendo o lucro de R$ 3 milhões no mesmo período de 2019.

A empresa atribuiu o desempenho aos efeitos da pandemia, que resultou no fechamento de restaurantes.

Em 2019, o lucro líquido acumulado, excluindo os efeitos da norma IFRS 16, foi de R$ 70 milhões, frente a um lucro líquido de R$128 milhões em 2018. Isso representa uma queda de 45,5%.

Por causa disso, o Ebitda teve queda de 89,4%, para R$ 8,7 milhões no período. A margem Ebtida teve queda de 12,2% para 1,3%.

Em termos ajustados, o Ebitda recuou 84%, para R$ 14 milhões, com a margem passando de 12,9% a 3,1%.

A receiita operacional líquida atingiu R$ 649 milhões no período, representando uma queda de 2,4% versus ao mesmo período de 2019.

Enquanto as vendas comparáveis nos mesmos restaurantes de recuou -1,8% no primeiro trimestre de 2020.

No trimestre houve forte crescimento de vendas através de canais digitais (Delivery, Totem e BK Express)
atingindo 10,4% da receita da companhia no período.