Bureau de crédito Boa Vista pede registro para IPO

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Divulgação

A Boa vista SCPC solicitou ontem (5) junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) registro para seu IPO (oferta inicial de ações).

A companhia, especializada em gestão e análise de dados de crédito no Brasil, afirmou no documento que 94% dos recursos arrecadados serão destinados a aquisições.

Ainda conforme prospecto preliminar, a operação envolve ofertas primária e secundária de ações. O fundo de private equity TMG Capital e o Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro serão os vendedores na oferta secundária.

A oferta será coordenada por JPMorgan, Citi e Morgan Stanley.

Conforme divulgado pela Boa Vista “O mercado de análise de dados no Brasil passa por um período-chave em sua história, proporcionando perspectivas concretas de expansão das atividades da Companhia”.

Em 2019, a Boa Vista registrou uma receita líquida de R$ 662 milhões, alta de 10% frente a 2018.

Ao mesmo tempo, o Ebitda ajustado avançou 22% e o lucro líquido, de 74,4 milhões de reais, cresceu 58%, na comparação anual.