BTG Pactual (BPAC11) aprova desdobramento de ações

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: BTG/Divulgação

O BTG Pactual (BPAC11) aprovou o desdobramento de suas ações que compõe, sem alteração no valor do capital social atual.

Cada ação do banco será desdobrada em 4 ações da mesma espécie daquelas atualmente existentes.

O desdobramento não acarretará em qualquer alteração na proporção entre o número de ações ordinárias e preferenciais, bem como qualquer tipo de diluição.

As ações resultantes do desdobramento serão da mesma espécie das ações originárias.

O Banco informará sobre a data-base do direito ao desdobramento, já que as ações do BTG passarão a ser negociadas na proporção de 01 (uma) ação para 04 (quatro) ações de mesma espécie, após a aprovação pelo Banco Central.

Aliansce Sonae (ALSO3) reabre todos os shoppings no RJ

A Aliansce Sonae (ALSO3) anunciou que todas as operações dos shoppings localizados na cidade do Rio de Janeiro foram retomadas na sexta-feira (9).

Considerando as reaberturas, a partir de 09 de abril, dezesseis shoppings do portfólio próprio da Aliansce Sonae estarão em operação, o que corresponde a 62,8% do total de NOI¹ e 58,6% da ABL própria.

Hypera (HYPE3) vende imóvel

A Hypera (HYPE3) celebrou, em 08 de abril, contrato de venda e compra de imóvel com a Newport Logística Fundo de Investimento Imobiliário, para a venda, pela Companhia, de imóvel localizado no Município de Goiânia/GO.

Conforme fato relevante, a Hypera embolsará R$ 231,4 mihões.

O CD de Goiânia era dedicado à antiga operação de produtos de consumo da companhia e estava locado a terceiros.

De acordo com a empresa, os recursos obtidos com essa venda serão utilizados principalmente para financiar o projeto de expansão da capacidade fabril da companhia em Anápolis