BTG Pactual (BPAC11) vê cenário otimista para Braskem (BRKM5)

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

O banco BTG Pactual (BPAC11) vê que o momento atual está favorável para compra de ações da Braskem (BRKM5). Isso graças a uma conjuntura que inclui uma recuperação de situações adversas em Alagoas e no México, entre outros. Está incluído nessa conjuntura, a solução da venda de seu controle acionário, bem como as perspectivas mais otimistas para o mercado de resinas.

O relatório do BTG, além de recomendar a compra das ações, calcula o preço-alvo dos papéis a R$ 63.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

BTG (BPAC11): conjuntura apresenta melhor após um ano

O relatório do BTG faz um comparativo da situação da Braskem com o período logo no início da pandemia. Além das dificuldades ocorridas por causa da crise sanitária vieram problemas no estado nordestino e no México.

No entanto, as questões relacionadas aos problemas ambientais estão próximas do fim. Esse cenário permite dar um panorama mais positivo dos papéis da empresa.

Novonor: perspectiva de venda está próxima

Outro fator que favorece o cenário da Braskem é a venda por parte da Novonor (ex-Odebrecht). Recentemente, a empesa retomou os contatos com interessados em adquirir sua fatia na petroquímica. Atualmente, a Novonor é acionista controladora e, de acordo com o relatório, busca acelerar esse desinvestimento.

Junto a esse fator está a perspectiva de um rápido processo de desalavancagem. Isso porque é esperado para o primeiro semestre do ano que vem, melhorias nos spreads. Nos últimos seis meses, atingiram níveis recordes, mas que devem melhorar a partir da maior produção de resina, de acordo com o BTG.

Recuperação e investment grade

Recentemente, a Braskem obteve uma valorização de 62% graças à recuperação do mercado de resinas. Os primeiros sinais de retomada do setor foram dados com a divulgação do resultado da companhia. Nesse contexto, a empresa já adiantou que espera recuperar ainda este ano o investment grade.

No acumulado de 2020, porém, a companhia teve um prejuízo total de R$ 6,69 bilhões contra perdas de R$ 2,79 bilhões do ano anterior.

Estude e compare seus investimentos em FIIs

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado