BTG Pactual (BPAC11): resultado da Unidas (LCAM3) supera expectativas

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução

Conforme o relatório do BTG Pactual (BPAC11) divulgado nesta quarta (24) os resultados do quarto trimestre da Unidas (LCAM3) vieram, em sua maior parte, acima das expectativas.

A receita líquida atingiu R$ 1,6 bilhão, alta de 31% e em linha com a projeção do BTG.

O Ebitda (sob IFRS 16) registrou recorde de R$ 466 milhões, 6% acima do que o banco projetava, ao mesmo tempo, o lucro líquido totalizou R$ 197 milhões, 7% acima da projeção do BTG.

“A surpresa positiva em relação às nossas estimativas foi impulsionada principalmente pela divisão de Seminovos”, destacou o banco.

Forte margem de seminovos

As vendas de seminovos registraram um forte aumento de 48% a/a para R$ 962 milhões, principalmente devido a maiores volumes (20,3 mil veículos, alta de 22% a/a) a preços recordes (R$ 48 mil/veículo).

A Margem Ebitda (de acordo com o IFRS 16) disparou 970 bps a/a para fortes 10,4%.

Despesas de depreciação anual por veículo caíram 51% a/a em aluguel de carros (para R$ 1,0 mil/veículo, queda acentuada de R$ 3,0 mil/veículo no último trimestre) e aumentaram 9% em GTF (para R$ 4,0 mil/veículo, acima de R$ 3,2 mil/veículo no último trimestre).

“Em nossa opinião, o sólido conjunto de resultados da LCAM3 mostra uma demanda mais forte do que o esperado, juntamente com a dinâmica favorável da indústria”, destacou o banco.

O BTG Pactual continua em rating de compra, com preço-alvo em R$ 32.

Unidas (LCAM3) tem lucro líquido de R$ 197,1 mi no 4TRI, alta de 105,3%

A Unidas (LCAM3) reportou um lucro líquido de R$ 197,1 milhões no quarto trimestre de 2020. Isso representa um crescimento de 105,3% na comparação com igual trimestre de 2019.

No acumulado para o ano de 2020, o lucro da companhia foi de R$ 385,6 milhões, alta de 14% sobre a base anual.

O resultado financeiro foi uma despesa de R$ 66,4 milhões, uma diminuição de 21,2%.

A demanda de seminovos se manteve alta e gerou recordes no preço médio de venda (R$47,5mil), com um volume de veículos vendidos de 20,3mil.