BTG Pactual (BPAC11): resultado da Ambev (ABEV3) veio um pouco melhor, mas ainda fraco

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução Ambev

Para os analistas do BTG Pactual (BPAC11) a Ambev (ABEV3) reportou um conjunto de resultados mais confusos no quarto trimestre de 2020, distorcido pelo reconhecimento de créditos fiscais recuperar em 2020 e 2019 no Brasil.

O Ebitda ajustado por este impacto foi de R $ 6,8 bilhões, 6% abaixo da expectativa do BTG.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

Os volumes totais foram 8% maiores a/a, levando a um crescimento orgânico de receita de 13% a/a para R$ 18,6 bilhões, 4% abaixo do estimado pelo banco.

Na Cerveja Brasil, o Ebitda veio 5% acima das projeções do BTG, liderado por custos unitários mais baixos e melhor preço médio.

Na América Latina Sul, o bom desempenho do volume foi mais do que compensado pela inflação de custos e mix desfavorável, levando à menor margem Ebitda já registrada no quarto trimestre.

“América Central e Caribe continuou a lutar com volumes menores devido à pandemia, embora estejamos impressionados com os preços e a assertividade dos custos”, destacou o BTG Pactual.

O Canadá viu os volumes voltando para território negativo, apesar dos ganhos de participação de mercado, e as margens lutaram com o mix negativo de canal / embalagem.

Segundo o BTG, os volumes de cerveja no Brasil começaram 2021 com crescimento de dois dígitos, apesar da suspensão do carnaval, provavelmente devido aos ganhos de participação de mercado a partir do final de 2020.

“Ficamos particularmente impressionados com a extensão do desempenho do volume no início do ano, mas ainda acreditamos que essas tendências irão enfraquecer à medida que sentimos que os volumes da indústria e parte do ganho de participação de mercado recuarão em meio à menor receita disponível no ano”.

Diante desse cenário, o BTG Pactual reitera posição neutra como preço-alvo em R$ 15,00.

Ambev (ABEV3) registra lucro líquido de R$ 6,89 bi, alta de 63,3%

A Ambev (ABEV3) reportou um lucro líquido de R$ 6,89 bilhões no quarto trimestre de 2020. Os números representam uma alta de 63,3% sobre o mesmo período de 2019, com lucro de R$ 4,21 bilhões.

Já no acumulado de 2020, a Companhia registrou lucro de R$ 11,73 milhões, contra um lucro de R$ 12,18 bilhões sobre igual período de 2019.

O resultado financeiro líquido foi uma despesa de R$ 1,04 bilhões. No quarto trimestre de 2019, o resultado foi uma despesa de R$ 1,56 bilhões

O Custo do Produto Vendido (CPV) e o CPV excluindo a depreciação e amortização aumentaram 21,1% e 22,5%, respectivamente.

No Brasil, o volume cresceu 10,6% e a ROL/hl subiu 7,6%. Na América Central e Caribe, o volume diminuiu 7,4% e a ROL/hl subiu 8,3%. Na América Latina Sul, o volume cresceu 6,2% e a ROL/hl subiu 9,5%. No Canadá, o volume e a ROL/hl diminuíram1,9% e 2,8%.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.