BTG Pactual (BPAC11) diz que não poderia esperar estreia melhor da Intelbras (INTB3)

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Intelbras

Em relatório, o BTG Pactual (BPAC11) declarou que não poderia esperar uma estreia melhor da Intelbras (INTB3). A receita líquida cresceu 57,2% a/a, superando as expectativas do BTG em 14,3%.

O Ebitda ajustado foi de R $ 106 milhões, crescendo 70,9% a/a e 16,1% acima das projeções do banco.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Crescimento de vendas muito forte nos três segmentos

Para os analistas do BTG, os resultados foram sólidos em todas as áreas, com os três segmentos apresentando taxas de crescimento notáveis.

Em segurança, o maior segmento da Intelbras, as receitas e o lucro bruto cresceram 48% e 37,3% respectivamente.

Em Comunicações, a receita líquida cresceu 66,2%. Preços e volumes contribuíram igualmente para o crescimento da receita em comunicações, cada um crescendo 29% no trimestre.

As receitas de energia cresceram impressionantes 84%.

Os resultados também foram notáveis ​​na unidade de negócios favorita dos investidores: Energia (que atingiu 11% das receitas). A Intelbras passou a produzir Nobreaks localmente, dando à empresa maior vantagem competitiva no segmento.

Avaliação atrativa devido ao crescimento super rápido e altos ROICs

“Vemos a Intelbras sendo negociada a 18,8x PE 2021E, uma avaliação muito boa para uma empresa com crescimento consistente de + 20% aa e com ROIC de 30-40%”, destacou o BTG.

Ainda de acordo com o banco, a Intelbras será reavaliada à medida que a empresa constrói seu histórico como uma empresa listada.

Diante dos fortes resultados apresentados, a classificação do BTG é de compra, com preço-alvo em R$ 28,00.

Intelbras (INTB3) lucra R$ 206,7 mi no 4TRI, alta de 190%

A Intelbras (INTB3) registrou um lucro líquido de R$ 206,7 milhões no quarto trimestre de 2020, alta de 190,2%. Um ano antes, a companhia havia registrado lucro líquido de R$ 71,25 milhões.

No acumulado de 2020, a Intelbras registrou um lucro líquido de R$ 327,95 milhões, alta de 73,2%.

O ROIC anualizado, apurado no quarto trimestre foi de 54,9%, 23,9 pontos percentuais acima do realizado no mesmo período do ano anterior.

Em 31 de dezembro de 2020 o caixa da companhia atingiu o valor de R$ 752,98 mil.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3