BTG Pactual (BPAC11) lança fundo Incentivado de Investimento em Infraestrutura

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: BTG/Divulgação

O BTG Pactual (BPAC11) anunciou nesta segunda-feira (26) o lançamento do BTG Pactual Dívida Infra, Fundo Incentivado de Investimento em Infraestrutura (FI-Infra). O foco do produto será em investir em operações de crédito privado de longo prazo via debêntures incentivadas. Desta forma, contribui para o financiamento de projetos de infraestrutura no Brasil, e busca rendimentos atrativos aos seus clientes.

De acordo com a empresa, o fundo é listado na B3 e gerido pela BTG Pactual Asset Management. Além disso, está disponível para investidor qualificado, com investimento mínimo de uma cota via Home Broker.

“Vemos muito potencial de crescimento para este fundo, que levantou R$ 480 milhões na primeira rodada de captação e já nasce com excelentes projetos em seu portfólio. Nosso objetivo é buscar operações que aliem retornos atrativos a bons perfis de crédito, proporcionando exposição a bons projetos e condições diferenciadas para nossos clientes”, afirma Eduardo Arraes, Head de Crédito da BTG Pactual Asset Management.

Com o FI-Infra, o investidor terá acesso exclusivo a uma carteira de ativos em condições usualmente inacessíveis ao investidor qualificado. Por se tratar de investimento em debêntures incentivadas, há isenção total de IR para pessoas físicas. Isso se aplica tanto para renda como para ganho de capital.

Por fim, o patrimônio total de fundos de investimento em debêntures de infraestrutura listados em bolsa hoje é de aproximadamente R$ 4,5 bilhões. Há potencial de dobrar de tamanho nos próximos anos. A expectativa é que o FI-Infra do BTG Pactual seja um dos principais vetores desse crescimento. O fundo está disponível na B3 sob o ticker BDIF11.