BTG: Marfrig (MRFG3) tem notável ritmo de deslavancagem

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução / Facebook / Marfrig

O notável ritmo de desalavancagem da Marfrig (MRFG3) nos últimos trimestres foi possível graças ao crescimento de 114% no lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) no terceiro trimestre de 2020, atingindo R$ 8,7 bilhões.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida / Ebitda ajustado, ficou em 1,68 vezes (em dólares) no final de setembro. Quando mensurado em Reais esse índice ficou em 1,8 vez, menor nível histórico da Companhia.

Conforme o BTG, o desempenho foi puxado pelos ganhos de eficiência na América do Sul, que diminuíram significativamente a lacuna de rentabilidade para pares locais, margem maciça de carne bovina em ambos os mercados, e real depreciação.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

No entanto, o banco questiona até que ponto esses ganhos são sustentáveis considerando a reversão do ciclo da pecuária no Brasil (já em andamento) e as margens se aproximando do Ebitda médio histórico de 5,5% em um futuro previsível com a retenção de vacas reprodutoras nos EUA.

Na visão do banco, a dinâmica dos lucros desvanece-se gradualmente e impulsiona múltiplos mais exigentes. 

Assm, o BTG reiterou a recomendação de neutra para Marfrig, com preço-alvo de R$ 13,00.

Ebitda abaixo das estimativas

O Ebitda do terceiro trimestre da Marfrig ficou 10% abaixo da estimativa do BTG. Ainda assim, a simplificação de seu o balanço patrimonial permitiu resultados muito mais limpos de cima para baixo.

Depois de relatar resultados espetaculares no segundo trimestre, quando as taxas de corte se beneficiaram de eventos sem precedentes nas indústrias de carne bovina brasileira e americana, as margens começaram a se normalizar no terceiro trimestre.

O Ebitda permaneceu forte e cresceu 46% na comparação anual mesmo em uma base difícil para R $ 2,15 bilhões, ajudado por um real mais fraco.

A margem Ebtida caiu 1,5 ponto percentual abaixo da estimativa do BTG, mas ainda 120bps acima do ano anterior.

Enquanto isso, o lucro de R$ 674 milhões ficou 11% abaixo do esperado. A geração de fluxo de caixa (FCF) totalizou R$ 757 milhões, enquanto o índice de alavancagem de 2 vezes foi o mais baixo em pelo menos uma década.

Normalização de margem ligeiramente mais rápida do que o previsto em ambas as divisões

A divisão dos EUA registrou crescimento de resultados operacionais de 34% na comparação ano a ano, impulsionado principalmente pela depreciação do real.

Na América do Sul, a receita superou as estimativas do BTG em 8% como a combinação de maiores volumes e preços resultando em um crescimento de 26% na comparação anual. Embora tenha sido compensado por uma margem operacional inferior de 7,5% (80bps abaixo de nossa chamada) como custos de gado disparou.

Além disso, as despesas de manutenção totalizaram R$ 121 milhões no trimestre.

Projeções para Marfrig:

  • Para participar da nova edição da Money Week, de 23 a 27 de novembro, inscreva-se aqui

Quer saber como investir no mercado de ações? Preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato para auxiliar na sua trajetória de investimentos