BTG Pactual (BPAC11) lança primeiro fundo de bitcoin de um banco de investimentos do Brasil

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

O BTG Pactual (BPAC11), maior banco de investimentos da América Latina, anunciou nesta segunda-feira (05) ao mercado o lançamento do primeiro fundo de bitcoin desenvolvido por um banco brasileiro.

O BTG Pactual Bitcoin 20 Fundo de Investimento Multimercado será gerido pela BTG Pactual Asset Management e distribuído pela plataforma do BTG digital a partir do dia 5 de abril.

Acesso às criptomoedas

O lançamento acontece em linha com um dos propósitos do BTG Pactual digital em democratizar o acesso aos melhores investimentos e atende a um pedido dos próprios clientes, que tem demonstrado interesse no mercado de criptomoedas.

“Queremos aproveitar toda robustez, tecnologia e estrutura bancária que o BTG Pactual já possui para oferecer vantagem competitiva e democratizar o investimento em bitcoin, moeda que mais cresce dentro do segmento de criptomoedas, e com um produto mais acessível em termos de custo para o investidor”, afirma Will Landers, head de renda variável da BTG Pactual Asset Management.

Investidores estão mais dispostos a correr riscos

O cenário de queda na taxa de juros global vem reduzindo a atratividade de produtos de renda fixa, despertando o apetite do investidor para o mercado de capitais, e a disposição para risco.

Ao mesmo tempo, grandes empresas começaram a investir em criptomoedas, aumentando a relevância deste mercado e despertando o interesse de investidores.

O fundo investirá 20% do patrimônio em Bitcoin, e é o primeiro de uma série de produtos que o banco está desenhando dentro do universo das criptomoedas, justamente porque é a moeda que tem maior volume de operações o mundo.