BTG (BPAC11): Tenda (TEND3) tem 1TRI21 em linha com expectativas

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

A Tenda (TEND3) reportou resultados do primeiro trimestre de 2021 em linha com as expectativas do BTG (BPAC11).

A receita líquida atingiu R$ 603 milhões (+ 45% a/a; dentro da meta conforme a previsão), enquanto a margem bruta foi de 31% (-70bps a / a; 40bps abaixo do BTG), impactado por uma revisão de R$ 22 milhões de seu orçamento de construção (conforme os custos de construções continuam aumentando).

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

O EPS foi de R$ 0,38 (+ 110% a/a; 8% abaixo do BTG), garantindo um ROE anualizado de 10%.

Queima de caixa de R$ 97 milhões

A Tenda registrou queima de caixa de R$ 97 milhões (exatamente o que o BTG esperava), da seguinte forma: R$ 37 milhões na operação off-site (pagamento da fábrica) e R$ 60 milhões no negócio on-line (devido a transferências de clientes mais fracas para os bancos – as contas a receber aumentaram em R$ 110 milhões t/t).

Mas apesar desta queima de caixa (esperada), a alavancagem permaneceu extremamente confortável (dívida líquida de apenas R$ 62 milhões, implicando uma relação ND/patrimônio de 4%), mesmo após uma grande recompra de ações de R$ 89 milhões no primeiro trimestre.

Recomendação de compra para Tenda

Os resultados do 1T21 ficaram em linha com a previsão do BTG, com as margens caindo um pouco e cash burn (uma vez que a Tenda continua investindo em suas operações externas).

“A Tenda está a caminho de entregar um ano sólido (com bom crescimento de vendas) e seus investimentos no negócio externo (que pode dobrar o tamanho da empresa) estão crescendo conforme o esperado. Assim, reafirmamos nossa compra como o estoque parece atraente em 9,5x P / E 2021E”, diz o BTG.

Por fim, a recomendação do BTG é de compra para Tenda até R$ 40.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3