BTG (BPAC11): Petrobras (PETR4) superou todas as estimativas no 2TRI21

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Relatório do BTG (BPAC11) aponta que os resultados do segundo trimestre de 2021 da Petrobras (PETR4) superaram todas as estimativas – do banco e do consenso do mercado.

A Petrobras reportou outro EBITDA recorde de R$ 60 bilhões, 9% acima da projeção do BTG e do consenso.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

“Os resultados foram outra prova do cenário favorável do setor, já que os preços do Brent melhoraram 13% t/t, as vendas e os volumes de produção se recuperaram e o real permaneceu relativamente fraco”, dizem os analistas.

O custo de extração de US$ 6,4/bbl ficou 4% abaixo da estimativa do BTG e ajudou a explicar os números melhores que o esperado, mas o segmento de R&M (Refino, Transporte e Comercialização) foi a principal surpresa visto que os custos de refino que ficaram 11% abaixo da expectativa (ajudados por ganhos de estoque que explicam quase inteiramente o EBITDA acima das projeções) e preços realizados que foram 3% acima, apesar do aparente desconto para o IPP.

Dividendos mostram poder de geração de caixa

No segundo trimestre, a geração de fluxo de caixa recorrente da Petrobras atingiu US$ 7,6 bilhões e reduziu a alavancagem para 1,5x o EBITDA dos últimos 12 meses, o menor em pelo menos uma década.

A dívida bruta está agora em US$ 64 bilhões, próxima à meta anteriormente prevista para ser alcançada apenas em 2022.

Isso permitiu à Petrobras anunciar a antecipação parcial de dividendos mínimos com base no ano fiscal de 2021, totalizando US$ 6 bilhões. Isso representa um yield atraente de 9% e será pago em duas parcelas (2/3 em agosto e 1/3 de dezembro).

Com base nos resultados reportados do 1S21 e as expectativas do BTG para o 2S22, o dividendo anunciado é equivalente a 41% dos lucros de 2021E, que está acima do pagamento mínimo com base na política de dividendos atual.

“Ainda vemos Petrobras capaz de ultrapassar o limite de dívida de US$ 60 bilhões antes do final do ano, sugerindo que a mensagem do CFO de tornar ‘este pagamento mais consistente ao longo do tempo’ pode efetivamente se traduzir em níveis de ~10-15% de dividend yield com base nos resultados do ano inteiro. A escolha de uma ação é pensando no futuro, não no passado”, diz o BTG.

Rating neutro para Petrobras

O BTG afirma que é desnecessário dizer que a expectativa para a ação é de reação (muito) boa.

“Mas, de muitas maneiras, esses resultados e dividendos atestam mais o que a Petrobras tem feito desde 2016 do que o que pode fazer daqui para frente. Os resultados operacionais devem permanecer fortes, a menos que o cenário atual de maior Brent e a produção focada no pré-sal mude, e a administração permaneça firme sobre como evitar mudanças estratégicas drásticas”, afirmam os analistas.

Mas refletir tudo o que foi dito acima no preço das ações só fará sentido se os investidores criarem confiança de que eles permanecerão, diz o BTG. “Pouco mais de um ano antes de um ciclo eleitoral, e com bastante escrutínio político em torno da política de preços e vendas de ativos da Petrobras, acreditamos que o fluxo de caixa implícito e os dividend yields permanecerão altos e bem acima de seus pares globais”.

A análise afirma que a administração da Petrobras tem sido inteligente ao tentar dar às partes interessadas uma noção de quanta contribuição a empresa tem dado à sociedade, mas não há certeza se isso será suficiente.

“A ação parece inegavelmente barata, mas o ruído envolvendo a interferência no preço do combustível (e agora também o GLP), bem como a extensão do prazo de venda das refinarias, ainda nos deixa céticos de que os investidores pagarão pelo re-rating que um operador totalmente independente mereceria”, diz o BTG.

O preço teto é de R$ 36.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.