BTG (BPAC11): proposta de fusão da Tegma (TGMA3) é um negócio assertivo para a JSL (JSLG3)

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: JSL prevê oferta de ações

A possível fusão entre JSL (JSLG11) e Tegma é um negócio assertivo entre dois gigantes segundo análise do BTG Pactual (BPAC11).

De acordo com cálculos do banco, a transação avalia a Tegma em um valor patrimonial de R$ 1,8 bilhão (gerando um prêmio de 17% sobre o preço de fechamento de ontem, assumindo paridade combinada de avaliação).

A proposta inclui: (i) um pagamento em dinheiro de R$ 989 milhões para 50% da empresa e (ii) a emissão de 49 milhões de novas ações da JSGL3, equivalente a R$ 785 milhões para os 50% restantes (que inclui Tegma e as recentes fusões e aquisições recentes da JSL).

Após a negociação, cada um dos acionistas da TGMA irá receberá R$ 15 mais 0,75 ações da JSLG3/TGMA3.

A empresa combinada (incluindo as fusões e aquisições recentemente anunciadas pela JSL) teria R$ 6,1 bilhões de receita bruta LTM. Ou seja, aumento de 86% na receita bruta da JSL no mesmo período (ex-M&A).

Grande evento estratégico

Apesar de a transação ainda estar sujeita a aprovações corporativas e antitruste, o negócio representa um grande evento, por ser estratégico para ambas as empresas.

Da perspectiva da JSL, o acordo proposto representa um grande impulso para a indústria automotiva. Além disso, segundo o BTG, as sinergias operacionais e financeiras são esperadas do negócio (são esperadas sinergias de pelo menos 1-2% da receita líquida combinada, além de um ganho significativo de ágio).

Quanto a Tegma, a integração com JSL daria à empresa acesso à plataforma de logística abrangente no país, já que a JSL atua em praticamente todas as áreas no Brasil e na América do Sul, encaixando-se bem com seu esforço de diversificação.

Assim, o BTG continua a ser comprador de ambos os nomes. O preço teto para JSL é de R$ 13.